Zona Mais Imobiliária
Zona Mais Imobiliária
Performance da Marca
N/A
/100
Sem dados
Sem dados
Índice de Satisfação nos últimos 12 meses.
Taxa de Resposta
100%
Tempo Médio de Resposta
0%
Taxa de Solução
100%
Média das Avaliações
100%
Taxa de Retenção de Clientes
100%
Ranking na categoria
1 IAD Portugal 78.2
2 NORFIN 54.6
3 Hall Portugal 44.5
...
Zona Mais ImobiliáriaN/A
Mediação Imobiliária Lda
  • 227126317
  • Rua Manuel Alves de Sá, nº 15
    4405-494 VILA NOVA DE GAIA
  • gaia@zonamais.net
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Zona Mais Imobiliária - Vendedor que chegou até a me ameaçar!!!

Resolvida
Rui Cântara
Rui Cântara apresentou a reclamação
27 de maio 2010

No ano transato quando tentei adquirir uma casa fui levado a comprar uma casa, mas que acabei por motivos de natureza pessoal a não concretizar. O que acontece é que o vendedor que claro está queria vender mais uma casa a todo o custo disse-me que teria que reservar a casa naquele momento senão ia perder a oportunidade pois tinha já um comprador para ela á espera de receber um dinheiro..pareceu-me honesto e acabei por assinar um cheque como sinal de 2500 € a pedido deste aonde dizia que ao fim de 60 dias seria devolvido aquando da realização do contrato da compra e venda mediante certas condições. O que é certo é que eu desisti no mesmo dia que assinei o cheque do sinal pois por motivos pessoais já não pretendia comprá-la e tentei então anular as coisas junto daquela Agência em Espinho. Mas o vendedor não me deu qualquer chance de comunicação, e não me devolveu o cheque. Chegando a ser malcriado e desligando várias vezes o telémóvel. Acabei por ficar bastante indignado com a situação daquele vendedor que chegou até a me ameaçar. Mandei um email a pedir a anulação da reserva e a devolução do cheque mas sem qualquer resposta. Resolvi então junto do meu Banco cancelar esse cheque..Ao fim dos 60 dias o que é certo é que atraves duma 'citação' que recebi curiosamente 1 mês depois de me começarem a descontar no ordenado...começaram a penhorar-me o salário do valor liquido total correspondente a 1/3 parte. Nunca cheguei sequer a receber qualquer carta para me apresentar juntamente com o proprietário da casa para assinar o contrato de compra e venda. Eu penso que isto é uma brutalidade, um acto até de oportunismo e de obtenção de lucro fácil. São Leis erradas que em nada protegem as pessoas antes pelo contrário. As pessoas têm coisas para pagar e isto acaba por prejudicar imenso as pessoas. O que eu pergunto é se não deveria ser só no contrato da compra e venda que se deveria resolver o cheque? Ou chegar a um acordo do pagamento do sinal. Não deveria de haver um timing para a pessoa pensar? No caso eu desisti e participei da desistência logo no dia seguinte ao sinal e tenho provas do email que enviei. Será que tenho alguma chance de reaver o dinheiro que acabou por ascender aos 3000€ com custas? Ando neste momento numa advogada que fez uma contraposição mas até ver sem qualquer resultado.
Obgado,
Cmptos

Data de ocorrência: 27 de maio 2010
Zona Mais Imobiliária
17 de novembro 2012
Boa tarde,
Em resposta à reclamação apresentada:
O Sr. Rui Cantâra comprou a casa que achou ser ideal para ele, com excelente relação qualidade/preço para a zona em questão. Após as visitas que o Sr. Rui achou por bem fazer ao imóvel, inlcusivé levando familiares a visitar o imóvel, foi-lhe apresentado e explicado todo o procedimento para a concretização do negócio. Após alguns tempo, o Sr. Rui tomou a inciativa de avançar com o negócio. Foi-lhe explicado, nas nossas instalações, o documento que o vinculava à concretização do negócio.
O Sr. Rui certo da atitude que estava a tomar avançou com o fecho do negócio.
O Sr. Rui mais tarde, pretende cancelar o negócio. Essa situação foi apresentada à outra parte interessada (vendedora), mas que não concordou. Referindo que foi assinado um documento vinculando ambas as partes do negócio (vendedor/comprador). E assim sendo, não pretendia dissolver o negócio.
Foi proposto ao Sr. Rui reunir nas nossas instalações com a vendedora, mas que ele recusou, apenas pretendia o contacto telefónico da vendedora. Mais, o Sr. Rui nunca compareceu nas nossas instalações no sentido de anular o negócio. Mandou, sim, uma senhora que se apresentou como irmã às nossas instalações com objectivo de reaver o cheque de reserva. Mas, como devem compreender por diversos motivos não o entregamos. Primeiro, porque existia um acordo assinado entre a parte vendedora e o Sr. Rui e em segundo porque não iriamos entregar um cheque a uma pessoa que não fazia parte do negócio.
O Sr. Rui foi contactado no sentido de comparecer à assinatura do contrato promessa compra e venda mediante comunicação escrita. Mas que não se verificou e nem nos contactou no sentido de qualquer outra situação. Após a não comparência, por duas vezes, fomos obrigados (pelo documento assinado) a entregar o cheque de reserva à parte vendedora, conforme o documento o prevê nestes casos.
Após este ponto não tivemos conhecimento de quais os meios ou de que forma o processo se desenrolou.
Mais, a nossa empresa sempre tratou bem os seus clientes e não seria a primeira vez que cancelavamos qualquer negócio e entregavamos o respectivo cheque ao comprador, mas desde que ambas as partes concordem. O nosso colaborador em questão nunca foi mal educado com ninguém, mesmo em situações dificeis. Mas, infelizmente, o mesmo não podemos dizer de alguns clientes.
Qual é o nosso interesse em ter problemas? Reparem neste caso, o Sr. Rui desiste do negócio. O rendimento da imobiliária é nulo. Porque só temos direito a qualquer remuneração quando o negócio é concretizado, com a realização da escritura pública de compra e venda. Como devem perceber não estamos interessados em obter problemas como este, mas sim concretizar negócios. E ao não conseguirmos que a parte vendedora cancele o negócio, para nós é mau. Pois, como está provado pela atitude os Sr. Rui, a mediadora é que é sempre culpada e por outro lado perdemos a oportunidade de lhe apresentar outro imóvel no sentido de concretizar o negócio.
Cumprimentos,
Rui Cântara
17 de novembro 2012
São apresentados argumentos completamente falsos...
Eu fiz por chegar a um acordo, praticamente fui espulso da agência...
tenho provas disso e além do mais chamadas telefónicas não atendidas por esses individuos..
Não recebi nunca nenhuma carta nem qqr convocatória para me apresentar em algum escritório para assinar o contrato oficial de compra e venda. É incrível a capacidade de algumas pessoas de mentir e de jurar falso. Denota má qualidade de ser humano e pouco profissionalismo...
Rui Cântara
17 de novembro 2012
Eu não teria coragem de ficar assim com o dinheiro de outrem proveniente de nada, quanto mais em dobro. Agora talvez aceitasse um valor indemnizatório, mas neste caso não houve qualquer prejuizo note-se a Agência criou a situação pois não comunicou com a proprietária da casa a situação deixou passar simplesmente s 60 dias para criar todo este logro que lhes serviu de alguma forma para ter algum lucro. Eu nunca fui convocado para comparecer num escritório para assinar o contrato de promessa compra e venda, nunca aí é que está.
Esta reclamação foi considerada resolvida
Comentários
Esta reclamação ainda não tem qualquer comentário.