Comércio | Lojas Shop

FNAC - Recusa de reparação/substituição ao abrigo da garantia


Aguarda resposta
16366618

Comprei em finais de novembro um Smartphone Nokia 8 Gloss Blue na FNAC.PT por 399,9€, e que se encontrava na altura em promoção, que seria para oferta de Natal à minha esposa. No dia 25 o equipamento foi entregue e logo na primeira utilização quando foi introduzido o cartão SIM este não era reconhecido e sem razão aparente ficou preso no interior do telefone já não saindo juntamente com a bandeja destinada à sua introdução/remoção. No dia seguinte, dia 26 de dezembro de 2017, desloquei-me à loja da FNAC do Centro Comercial Colombo para que o mesmo fosse enviado para a fábrica a fim de ser retirado o cartão, que ficou preso no interior do telefone. Foi-me dito que seria então enviado para a fábrica ao abrigo da garantia.
Alguns dias depois, mais precisamente dia 7 de janeiro recebo um e-mail com um orçamento de 275,00€!!!, mais do dobro do valor que paguei pelo equipamento, para uma suposta reparação do leitor do cartão sim que supostamente estava danificado. Gostaria de saber como se o equipamento era novo e nunca tinha sido utilizado…. O sucedido foi logo na primeira utilização.
Nessa altura desloquei-me novamente à loja do Centro Comercial Colombo em Lisboa e foi-me sugerido que apresenta-se reclamação no livro destinado ao efeito. O que fiz. No entanto a pessoa que me atendeu foi-me dizendo que em qualquer circunstância o reparador (e não a marca ou a fábrica como inicialmente era suposto o telefone ter sido enviado) iria sempre alegar mau uso. Embora desconfiado de tais afirmações acreditei que após a reclamação, e que a própria FNAC se comprometeu a reclamar também junto do reparador, tudo ficaria solucionado.
Esperei mais alguns dias e sem que nunca em momento algum recebe algum contacto ou resposta à minha reclamação, recebo no dia 24 um SMS a informar que o equipamento se encontra disponível em loja para ser levantado sem reparação.
Indignado desloquei-me à loja e fui atendido de forma bastante arrogante por alguém que se dizia o responsável máximo da loja e que acima dele não havia ninguém.
Convém aqui também reportar que entretanto antes de me deslocar à loja fui ver qual era o reparador (Tamet) para onde supostamente o telefone foi enviado. Fiquei espantado, ou talvez não, com a quantidade de reclamações de supostas reparações, relatórios falsos… um rol enorme de queixas e onde quase sempre é negada a assistência ao abrigo da garantia com o falso pretexto de má utilização dos equipamentos.
Quando referi este facto ao tal responsável da loja foi-me dito que tinham um relatório do tal reparador indicando que o cartão tinha sido introduzido ao contrário… algo que garanto que não aconteceu e que isso é que tinha provocado os danos no leitor do cartão SIM. Ainda para mais a bandeja de admissão do cartão tem “desenhado” a orientação do cartão, pelo que logo aí não seria admissível que o cartão fosse colocado ao contrário. De referir que nunca vi tal relatório e diziam existir documentado com fotografias. Relatório esse que se aparecer agora só pode ser falso pois como disse posso garantir que o cartão nunca foi colocado ao contrário.
Fui também informado pelo tal responsável da loja que em caso algum faziam substituições de telemóveis, mesmo que estes fossem novos e apresentassem defeitos e/ou problemas e seriam sempre enviados para reparação. (pelo que sei o que acontece depois é que não são reparados ao abrigo da garantia porque alegam mau uso do cliente)!!!.
Pergunto: será isto legal?! Não existem leis que protegem os consumidores.
De forma sempre arrogante e até esboçando um sorriso irónico, de quem parece saber que estas situações passam sempre impunes e com prejuízo para o cliente, foi-me dizendo que era a última palavra da FNAC e que se quisesse que apresenta-se nova reclamação no livro. O que mais uma vez fiz.
Perante as inúmeras queixas que entretanto vi de situações idênticas quer contra a FNAC quer contra a TAMET, já não tenho qualquer confiança na reparação do equipamento… que volto a dizer foi à loja novo, sem nunca ser utilizado, para que fosse retirado o cartão SIM que ficou preso no seu interior, algo que nunca deveria ter acontecido porque não houve má utilização como alegadamente querem fazer querer.
Assim, solicito ou o reembolso do dinheiro despendido com o equipamento ou que o mesmo seja substituído por um novo.
Estou disposto a ir com este caso até à últimas consequências. Estamos perante uma burla que está a ser praticada pela FNAC e pela TAMET, pelo que vejo com dezenas de lesados, e que tem passado impune.

Comentários



Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.