Comunicações Móveis e Fixas

MEO - Direito de livre resolução de tarifário pós-pago


Em tratamento
15880618

No dia 27/09/2017, recebi uma chamada de um Comercial MEO a propor o serviço para telemóvel Tarifário pós-pago UNLIMITED L LIGHT, ao qual aderi. No mesmo dia, após ter efetuado a adesão, recebi um SMS e um e-mail da MEO a pedir para confirmar a adesão ao tarifário, e pela mesma ocasião, prescindir do prazo legal para ativar o Direito de Livre Resolução. Não respondi a nenhum destes porque considerei que o facto da MEO tentar fazer com que os seus clientes prescindam do seu prazo legal para ativar o Direito de Livre Resolução é eticamente repreensível.
No dia 02/10/2017, recebi por correio o Cartão MEO 4G 128K Triplo T1 juntamente com as Condições do Tarifário pós-pago UNLIMITED L LIGHT. Descobri que a informação que me tinha sido prestada por telefone pelo Comercial MEO no dia 27/09/2017, quando este me estava a propor o Tarifário pós-pago UNLIMITED L LIGHT, estava errada, e incompleta, e cheguei à conclusão que o Tarifário pós-pago UNLIMITED L LIGHT, não defendia o meus interesses, pelo que decidi então ativar o meu Direito de Livre Resolução.
No dia 06/10/2017, enviei à MEO uma carta registada com aviso de receção, onde fazia valer o meu Direito de Livre Resolução relativamente ao Tarifário pós-pago UNLIMITED L LIGHT. Juntamente com a carta registada remeti o Cartão MEO 4G 128K Triplo T1. O comprovativo de entrega da carta indica que esta foi entregue no seu destino no dia 09/10/2017.
Em Novembro 2017, recebi da MEO a fatura FT MV/501616349, com 0,00€ a pagar. Deduzi então que o meu Direito de Livre Resolução, relativo ao Tarifário pós-pago UNLIMITED L LIGHT, tinha sido registado com sucesso pela MEO.
Imagine o meu espanto quando, em Dezembro 2017, recebi a fatura FT MV/501975604, com o montante de 360,00€ a pagar, a alegar "Indemnização por incumprimento contratual". Será que a Lei não se aplica à MEO?!!
Em Janeiro 2018, recebi o Aviso de valor em dívida ref.1393984996 a reclamar o pagamento do montante de 360,00€ relativo à fatura FT MV/501975604.
Exijo que a MEO se atualize relativamente ao estado deste processo, reconhecendo que a adesão ao Tarifário pós-pago UNLIMITED L LIGHT foi por mim rescindida de acordo com o Direito de Livre Resolução.
A MEO deve-me comunicar por escrito que tomou conhecimento de que fiz valer o meu Direito de Livre Resolução relativamente a adesão ao Tarifário pós-pago UNLIMITED L LIGHT, e que a situação está regularizada.
Seria também de bom tom um pedido de desculpa pelo atentado à minha integridade moral e bom nome.
Sem mais de momento.


Esta reclamação tem um anexo privado

Respostas

em 2018-01-23 15:50 Boa tarde Romano Almeida ,

Lamentamos a situação e para que mesma seja analisada, deverá ser reportada através dos canais oficiais de apoio ao cliente indicados em https://www.meo.pt/contactos.

Até breve,
Sofia Miguel
Romano Almeida em 2018-01-27 21:27 A não ser que me tenha escapado algo, os canais oficiais que indicou implicam todos custos da minha parte para entrar em contacto com a MEO.
Está totalmente fora de questão eu ter gastos para relembrar à MEO que deve cumprir com as suas obrigações.
Indique meios de contacto alternativos.
Romano Almeida em 2018-01-27 21:36 A não ser que me tenha escapado algo, os canais oficiais que indicou implicam todos custos da minha parte para entrar em contacto com a MEO.
Está totalmente fora de questão eu ter gastos para relembrar à MEO que deve cumprir com as suas obrigações.
Indique meios de contacto alternativos.

Comentários



Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.