Empresas e Serviços

EDP Comercial - Reclamação não resolvida


Resolvida
24177818

Foi comunicada a rescisão do contrato de eletricidade por entrega do imóvel a 8/7/2018. Já teve conhecimento que o imóvel já foi arrendado. A EDP Comercial pretende que o reclamante proceda ao pagamento do tempo em que a casa esteve vazia até ao novo arrendatário, sendo que esse tempo não pode jamais ser-lhe imputado visto que o imóvel tem um proprietário que não é o reclamante. Por outro lado, o reclamante já vem a reclamar da cobrança indevida da Contribuição Audiovisual, por não ultrapassar anualmente os 400kwh, conforme o n.º 4 do art. 4.º da Lei n.º 30/2003, de 22/08. Até à presente data, a EDP Comercial ainda não procedeu à emissão correta da fatura referente às leituras que transmitiu com a entrega do locado, deduzindo as cobranças indevidas da Contribuição Audiovisual


Esta reclamação tem um anexo privado

Avaliação final do consumidor

2018-12-12

A situação não ficou resolvida.
A Entidade respondeu apressadamente para que a reclamação fosse considerada como «tratada», mas o mesmo não corresponde à verdade. Infelizmente :(

Não
Voltaria a fazer negócio?
7
Recomenda? (entre 0 e 10)

Respostas

EDP Comercial em 2018-12-06 17:41 Caro cliente, estamos a analisar a situação apresentada por si que desde já lamentamos.
Entraremos em contacto consigo assim que possível.

Com os nossos cumprimentos,
Equipa de apoio ao cliente
EDP Comercial em 2018-12-07 16:38 Caro cliente, consideramos que a situação apresentada se encontra resolvida.

Estamos disponíveis para esclarecer as suas dúvidas através da sua área de cliente em edponline.edp.pt, em edp.pt, da linha de atendimento a clientes 808 53 53 53 (dias úteis, das 8h às 22h), ou nas nossas lojas.

Com os nossos cumprimentos,
Equipa de apoio ao cliente
FPSV Advogados RL em 2018-12-07 22:06 Não foi tido em conta o email que foi enviado em anexo, nem o doc. 2 do mesmo, o qual foi emitido pela Empresa.
O imóvel tem proprietário.
O imóvel foi entregue a 08/07/2018.
O imóvel foi arrendado antes do dia 19/08/2018 - data em que foi efetuado novo contrato com um novo inquilino.
As leituras foram dadas à Empresa e, mesmo que não tivessem sido, a Empresa recebe do contador todas as leituras e sabe que não houve qualquer utilização do imóvel.
A Empresa não pode exigir do antigo inquilino, o que não utilizou, o que é de responsabilidade do proprietário.
Esta resposta tem um anexo privado
FPSV Advogados RL em 2018-12-12 00:18 Continuamos a aguardar que a EDP trata devidamente do assunto e não faça somente a análise que lhe convém. Foram enviados anexos, juntamente com a reclamação inicial e os mesmos não foram tidos, sequer, em conta.
EDP Comercial em 2018-12-12 14:44 Caro cliente, consideramos que a situação apresentada se encontra resolvida.

Estamos disponíveis para esclarecer as suas dúvidas através da sua área de cliente em edponline.edp.pt, em edp.pt, da linha de atendimento a clientes 808 53 53 53 (dias úteis, das 8h às 22h), ou nas nossas lojas.

Com os nossos cumprimentos,
Equipa de apoio ao cliente
FPSV Advogados RL em 2018-12-14 11:37 Verifique-se os anexos. Não poderá estar resolvida se não assumirem a rescisão efetuada pelo Requerente e recebida pelos V/serviços, com a entrega do imóvel a 8/7/2018 e a indevida cobrança do CAV.
Esta resposta tem um anexo privado

Comentários



Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.