Negócios e Sites na Internet

Radio Popular - Black "fraude"


Em tratamento
23998218

Na sexta-feira de Black Friday dirigi-me a uma Loja da Rádio Popular para adquirir o produto iPhone SE 32 Gb Sp Grey, que a cadeia anunciava estar a vender por menos 100 euros durante a campanha (ou seja, cerca de 198 euros). Desde logo, achei estranho que os funcionários me dissessem que não só não tinham stock em loja, como não haveria em nenhuma loja do país. Disseram-me que a única solução seria a compra online e eu assim fiz. Na hora de comprar, era impossível selecionar a opção "entrega e loja" pois todas estavam indisponíveis, pelo que me vi obrigada a pedir entrega ao domicílio, com o custo de mais cerca de 3 euros. Como achava a promoção vantajosa, ainda assim, cedi. Logo após a compra, recebi um email da Unicre (instituição bancária) a dizer que o pagamento tinha sido efectuado. Porém, nunca recebi um email da RP a confirmar a compra. Verifiquei o meu extrato bancário e o montante tinha sido debitado, como cativo. No dia seguinte contactei a RP via telefone. Disseram-me que a encomenda tinha de facto sido feita, mas pediram me para aguardar, alegando que devido ao forte tráfego na loja online por causa da campanha era normal registar-se algum atraso, que iria ser contactada na semana seguinte por via telefónica. Como esse contacto nunca chegou fui eu mesma que voltei a ligar para a RP sucessivas vezes. Estava com alguma urgência em receber a minha encomenda, dado que o meu telefone tinha avariado poucos dias antes e precisava urgentemente de o substituir. Todos os dias me diziam que iam contactar-me por telefone para confirmar a encomenda. Na quarta-feira ao final da tarde recebi um email da RP a dizer que não iam poder satisfazer o meu pedido de encomenda por ruptura de stock e tiveram ainda a ousadia de me sugerir a compra de um "modelo equivalente" (iPhone 6S) por mais 100 euros. Como se isso não bastasse, verifiquei não loja online e eles continuavam a ter listado o modelo que eu encomendei para venda, mas agora pelo preço integral (299 euros). Resumindo, depois de esperar quase uma semana, continuo com o meu telefone avariado e fiquei sem o telefone novo que supostamente tinha comprado. Parece-me óbvio que se trata de uma fraude de Black Friday, e que a promoção serviu de "isco" para atrair clientes, para no fim, aflitos por terem ficado sem a encomenda acabarem por ceder à "chantagem" da compra de um mais caro. Duvido muito que alguém tenha conseguido realmente adquirir este telefone. Nunca houve nenhum nas lojas físicas, e na loja online foi o que se viu. Para além disso, um óptimo truque de concorrência desleal para evitar que os clientes pudessem aproveitar as promoções de outras lojas durante a campanha de Black Friday (já que só avisam da alegada ruptura de stock, bem depois de elas terminarem). Se isto não é uma autêntica burla, então não sei o que é.

Respostas

Radio Popular em 2018-11-30 15:20 Acusamos a receção da sua reclamação, a qual se encontra em análise, pelo que daremos resposta à mesma, o mais breve possível.
Para qualquer esclarecimento, agradecemos o contacto através do email lojas@radiopopular.pt

Atenciosamente,
Departamento Operações
Aguda Parque | Largo de Arcozelo, 76 - Edifício E | 4410-455 Arcozelo - V. N. Gaia
Telefone +351 22 940 96 00 | Fax +351 22 940 96 01
Apoio ao Cliente +351 22 040 30 40
e-mail: lojas@radiopopular.pt
www.radiopopular.pt

Comentários


Lino Ribeiro

Palavras para que.. fiz uma compra na loja fisica com entrega no domicilio.. rntregaram um aparelho partido. Estou sem o dinheiro e com um aparelho partido em casa enquanto a loja e a empresa transportadora estao em litigio.. comprar na Radio Popular foi uma aventura a nao repetir



Andreia Sousa

Exactamente com o mesmo problema. Já obteve resposta da Rádio Popular?




Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.