TVDE: reclamações no setor sobem 50% até maio

Desde o início do ano, o setor dos operadores de TVDE registou um crescimento de 50% no número de reclamações, face a 2023. A Uber lidera as queixas com 62% e a Bolt foi alvo de 38%. Cobrança indevida é a principal denúncia dos passageiros. 

Numa altura marcada por manifestações no setor, as empresas de transporte individual de passageiros em veículo descaracterizado (TVDE), continuam a registar elevados índices de insatisfação por parte dos consumidores. Os passageiros reclamam do serviço prestado, mas os motoristas também têm queixas contra as operadoras e pedem melhores condições.

Entre os dias 1 de janeiro e 9 de maio, foram publicadas no Portal da Queixa 511 reclamações dirigidas aos operadores de TVDE, um aumento de 50% face ao período homólogo, onde foram apresentadas 342 reclamações. A Uber é a empresa com o maior número de queixas (62%) e a Bolt acolhe 38% das ocorrências registadas.

Os principais motivos de reclamação reportados pelos passageiros são: a cobrança indevida (por viagens não realizadas), que gera o maior volume de queixas (43.9%).

Segue-se o Bloqueio/Ativação de conta - utilizadores com problemas de contas bloqueadas ou com dificuldade em ativar ou reativar sua conta -, um tema relatado em 12% das reclamações.

Já 8.6% das queixas referem-se ao valor excessivo. Os utilizadores reclamam que o valor cobrado é superior ao previsto. Há casos em que erros no trajeto são cobrados aos passageiros.

A condução perigosa - referente a acidentes, condutores que ultrapassam o sinal vermelho, entre outros relacionados com a condução inadequada dos veículos - é denunciada em 5.3% das ocorrências, bem como a não comparência do motorista que motiva também 5.3% das queixas.

O comportamento do motorista - relacionado com a má conduta dos motoristas, com foco no atendimento prestado aos passageiros - é o quinto motivo mais apontado, a gerar uma fatia de 4.4%.

 

Queixas dos motoristas disparam 53%

Ao Portal da Queixa também chegam reclamações dos motoristas TVDE contras as operadoras. Um número que disparou 53%, no primeiro quadrimestre de 2024, em relação ao mesmo período do ano passado.

A aprovação de documentos esteve na origem de 29.2% das denúncias apresentadas pelos condutores contras as duas operadoras; o bloqueio/ativação de conta (25%); problemas com o pagamento (do serviço prestado) é um tema reportado em 25% das reclamações e a falta de apoio ao motorista motivou 12.5% das ocorrências.

Sobre a análise à performance das operadoras de TVDE, os indicadores do Portal da Queixa revelam que a Uber tem um Índice de Satisfação pontuado pelos consumidores em 43.1 (em 100), e apesar de registar uma taxa de resposta de 99,9%, a taxa de solução da marca aos problemas que são reportados é de 18,9%. A Bolt apresenta um Índice de Satisfação de 48.3, tem uma taxa de solução de 35.1% e uma taxa de resposta de 95,9%.

 

© PRODUÇÃO DE CONTEÚDO | Notícia

 


Comentários(1)

Ver perfil de João Fernando dos Santos Pinto Morais

João Fernando dos Santos Pinto Morais

Todos sabemos que o TVDE neste momento é inseguro, falta de fiscalização, cerca de 50% dos condutores não têm qualquer habitação real.

Mais soluções.

Em cada email.Todas as semanas no teu email as notícias, dicas e alertas que te irão ajudar a encontrar mais soluções para o que necessitas.