Conheça o novo formato das matrículas em Portugal

A combinação de números e letras, associada às matriculas portuguesas, irá esgotar em fevereiro de 2019, segundo o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) .

Informações
Esta notícia foi lida 1588 vezes
Partilhe

Atualmente as chapas de identificação têm quatro algarismos e duas letras mas, no próximo ano, passarão a ter quatro letras.

 

Quando irá ocorrer essa alteração?

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), após realização de cálculos de combinações possíveis, verificou que ainda será possível matricular cerca de um milhão de veículos até a sequência atual se esgote, o que deve acontecer em fevereiro do próximo ano.

A partir desse momento, as chapas refletoras terão dois grupos de duas letras e um grupo central de dois algarismos, sendo os grupos separados entre si por traços - “AA-01-AA” -, permitindo atribuir cerca de 28 milhões de matrículas.

 

Posições ao longo do tempo

  • “AA-00-00” – matrículas atribuídas até 29 de fevereiro de 1992;
  • “00-00-AA” – matrículas atribuídas a partir de 1 de Março de 1992;
  • “00-AA-00” – matrículas atribuídas a partir do fim da utilização do modelo referido na alínea anterior e série usada atualmente.

Maior longevidade?

O IMT refere que não considerou a utilização das letras Y, K e W, que deverão futuramente passar também a ser utilizadas, dado que na sequência do Acordo Ortográfico, estas letras passaram a integrar o alfabeto. Contudo, se estas letras forem utilizadas significará uma maior longevidade.

 

Alteração só para viaturas novas

De salientar que quando se inicia um novo número de matrícula, tem efeito unicamente para viaturas novas.
Sublinha-se também que a atribuição de matrículas é da responsabilidade do IMT, I.P. , não sendo necessária qualquer ação por parte dos proprietários.

 


Comentários