INSOLVÊNCIA: Toys R Us em risco de encerrar lojas em Portugal

Depois de Reino Unido e EUA, foi a vez da Toys R Us Iberia avançar com o pedido de insolvência. Para já, as unidades em Portugal vão permanecer abertas

Informações
Esta notícia foi lida 1477 vezes
Partilhe

A cadeia de brinquedos anunciou o encerramento de todas as 800 lojas nos Estados Unidos e no Reino Unido, após apresentar o pedido de falência. Por cá, a sociedade Toys'R'Us Iberia Real Estate, que detém imóveis onde estão instaladas as lojas da cadeia de brinquedos em Portugal e Espanha, entrou esta terça-feira com um pedido de insolvência no tribunal do Comércio Madrid.

A empresa começa por referir que "apresentou pedido de aprovação ao Tribunal de Falências dos Estados Unidos para iniciar o processo de encerramento das suas lojas nesse mercado", depois de um processo de insolvência que foi iniciado há seis meses, por causa de uma dívida de 6.500 milhões de euros.

Na Peninsula Ibérica, a Toys R Us “estuda a sua viabilidade em Espanha e em Portugal, após ter anunciado o encerramento das lojas nos Estados Unidos e no Reino Unido”, refere em comunicado.

«Estamos a trabalhar, em estreita colaboração com os nossos assessores, para definir medidas que nos permitam preservar a continuidade da nossa actividade em Portugal e Espanha, bem como os interesses dos nossos funcionários», afirma Jean Charretteur, director-geral para o mercado ibérico.

A Toys "R" Us entrou em Portugal em 1993, com a abertura das lojas de Telheiras (Lisboa) e de Vila Nova de Gaia. Um ano depois inaugurou a unidade no Cascais Shopping e, em 1997, em Braga e no Centro Comercial Colombo (Lisboa). Em 2002 inaugurou mais duas lojas no Almada Fórum e no Aveiro Retail Park. Em 2012, chegou ao Freeport, em 2014 ao Mar Shopping, em 2016 abriu em Braga e, em 2017, abriu a loja em Guimarães, segundo informações da empresa.

 

32 reclamações sem resposta no Portal da Queixa

Pelo Portal da Queixa é possível verificar que a grande maioria das reclamações foram efetuadas na época do Natal, tal como seria esperado, contudo das 36 que foram dirigidas à marca, apenas 4 já foram resolvidoas, o que coloca a marca com um Índice de Satisfação muito baixo de apenas 12 em possíveis 100.

A falta de stocks de brinquedos para entrega e o atraso na receção das encomendas, que são na sua grande maioria prendas de aniversário infantil, são os principais motivos que levam os seus clientes a reclamar.

Este tipo de reclamações colocam a marca numa posição de desconfiança por parte dos potenciais consumidores, que ao verificarem que além dos problemas serem do âmbito da falha na entrega, estão igualmente sem tratamento e resposta, o que retira a possível confiança numa futura compra em detrimento de outros espaços comerciais, que garantirão mais confiança no momento da escolha.

Estas falhas apontadas, foram das razões pelas quais os consumidores deixaram de efetuar compras na marca, ao longo dos últimos anos, por referirem que a marca não evoluiu de acordo com as expectativas dos consumidores atuais, que optam cada vez mais pela compra online e que não encontraram confiança nos procedimentos da marca.

Para visualizar as reclamações à marca Toy R Us em Portugal clique na ligação: https://portaldaqueixa.com/marcas/toys-r-us-portugal

 

 


Comentários