Ryanair separara casais e grupos de propósito para obrigar ao pagamento da reserva de lugar

Estudo concluíu que tem quase quatro vezes mais probabilidade de ficar milionário do que conseguir um lugar na Ryanair que tenha sido de facto atribuído aleatoriamente.

Ryanair separara casais e grupos de propósito para obrigar ao pagamento da reserva de lugar
Partilhe

Foi nas redes sociais que tudo começou. Nas últimas semanas, muitos passageiros da Ryanair acusaram a low cost de ter alterado as regras de embarque, e de estar a separar casais e grupos deliberadamente.

A queixa era sempre a mesma: os clientes que não pagavam por um lugar reservado (2€-15€) estavam a ser propositadamente colocados nos bancos do meio, em filas separadas.

 

A Ryanair foi negando as acusações, garantindo que a atribuição de lugares era aleatória.

A BBC pediu a um grupo de investigadores para perceber se era de facto assim. Foram comprados bilhetes para quatro grupos, cada um com quatro pessoas, no sentido de ver quão “aleatória” era a distribuição das lugares. O que é que aconteceu? Todos os 16 passageiros acabaram nos bancos do meio.

A probalidade de isto acontecer era de 1 em 540.000.000. Ora ganhar o Euromilhões é de 1 em 139.838.160, portanto conclui-se que tem quase quatro vezes mais probabilidade de ficar milionário do que conseguir um lugar na Ryanair que tenha sido de facto atribuído aleatoriamente.

O estudo também analisou a distribuição de lugares por filas. Segundo os cálculos da investigação, alguém de um dos grupos ficaria, em média, sentado a dez filas de distância de um dos seus amigos. Em dois dos voos, porém, chegou a haver uma distância de 26 filas.

Um porta-voz da companhia aérea irlandesa afirmou que não houve mudanças na política da Ryanair, e que a distribuição de lugares é efetivamente aleatória.

“A razão para que as pessoas fiquem cada vez mais nos lugares do meio é justificada pelo facto de cada vez mais e mais passageiros escolherem os nossos lugares reservados (por apenas 2€), optando na grande maioria das vezes por lugares junto ao corredor ou à janela”.

 

No Portal da Queixa são muitas as reclamações registadas diariamente às companhias aéreas nomeadamente à Ryanair: consultar o ranking aqui

 

Fonte: Nit


Comentários