Yanwen gera aumento das reclamações contra os CTT

Só no mês de maio, o Portal da Queixa registou quase 40 reclamações dirigidas aos CTT relativamente a encomendas enviadas pelo método Yanwen Air Mail. Os artigos chegam a Portugal, mas não aos consumidores.

Informações
Esta notícia foi lida 16479 vezes
Partilhe

Porque motivo uma empresa chinesa está a afetar uma empresa portuguesa como os CTT?

O Yanwen Air Mail é um método de envio fornecido pela empresa chinesa Yanwen Logistics. Algumas plataformas como o Aliexpress, apresentam este método em alguns produtos como forma de os enviar para diversos países do mundo. É neste último ponto que surgem os CTT. Quando o produto encomendado chega a Portugal, cabe aos CTT a distribuição pelo país, algo que não tem acontecido desde o início de 2018.

 

Artigos chegam a Portugal, mas não aos consumidores

O Portal da Queixa registou, só no mês de maio, 39 reclamações (apenas 34 foram aprovadas), dirigidas aos CTT relativamente a encomendas enviadas pelo método Yanwen Air Mail. A maioria das reclamações registadas refere que os produtos ficaram presos na alfândega, outras referem que os CTT não conseguem dizer onde estão os artigos, nem pelo número de tracking dado pelo expedidor.

No entanto, os consumidores afirmam saber que os produtos chegam a Portugal, pois é o último destino que aparece no tracking da encomenda, como é possível verificar nas seguintes reclamações registadas no Portal da Queixa:

 

18 de maio 2018 - “Gostaria de saber por que motivo, após o ano novo chinês, os Ctt deixaram de entregar encomendas que chegam via Yanwen Economic Air Mail. São “SÓ” 21 (VINTE E UMA) encomendas, DEZANOVE das quais que estão em Portugal e não chegam de forma nenhuma. (…) Até à data NINGUÉM me deu uma única justificação plausível. Tenho 19 encomendas algures (possivelmente a serem utilizadas por alguns dos vossos colaboradores?) que paguei antecipadamente para que me fossem enviadas e às quais não tenho acesso.”

 

17 de maio 2018 - “Estou à espera de receber 5 pequenas encomendas vindas da China via YANWEN e que sei que chegaram a Lisboa em 23/03 às 12:29 (LP00094667670761), 25/03 às 9:34 (LP00095601946469), 25/03 às 12:17 (LP00095609242415), 19/04 às 14:13 (LP00096409594563) e 06/05 às 8:06 (LP00099465702872), no entanto os CTT desconhecem. Em telefonema para a linha CTT, em que fui mal educadamente atendido, informaram-me que não é nada com eles porque desconhecem estes números de tracking da encomenda. O curioso é que já recebi outros produtos com um número semelhante e foi-me entregue pelos CTT. As encomendas são de valor baixo, a soma não totaliza 10€. Será que estas pequenas peças são úteis a algum funcionário dos CTT?”

 

CTT apresentam uma única resposta às reclamações

As reclamações aumentam, mas a resolução dos problemas não está à vista. Até ao momento, as reclamações registadas no Portal da Queixa obtiveram apenas a seguinte resposta:

 

“Gostaríamos de agradecer o seu contacto, que mereceu a nossa melhor atenção.

Lamentamos, desde já, a situação ocorrida.

Para procedermos ao tratamento desta situação, e respetivas averiguações, pedimos que nos envie, por favor, as seguintes informações:

Assunto Portal da Queixa: CTT – Não entrega encomendas Yanwen

Reclamação Portal da Queixa nº…

E-mail do reclamante:

Nome e morada completa do destinatário:

Nº do Objeto (2 letras, 9 algarismos, 2 letras):

Apenas com estes dados poderemos efetuar mais averiguações e disponibilizar-lhe uma resposta conclusiva.

Pedimos, assim, o envio da informação solicitada para: reclamacoes@ctt.pt

Gratos pela sua melhor compreensão, reiteramos o nosso pedido de desculpas e apresentamos-lhe os nossos melhores cumprimentos.”

 

Há apenas um caso que se apresenta como resolvido, mas o consumidor indica no feedback que “disseram que a culpa é dos CTT”.

 

CTT no Portal da Queixa

O desagrado dos consumidores em relação aos CTT reflete-se na página da marca no Portal da Queixa. O índice de satisfação gerado pelos consumidores é de 62,1%, sendo que, das 7846 reclamações recebidas apenas 1564 se apresentam como resolvidas.

 


Comentários