Serviços do Estado

Caixa Geral de Aposentações - Pensão por invalidez


Em tratamento
9553117

O que motiva a apresentar esta reclamação é que desde Dezembro de 2014 estou de baixa médica e pela segunda vez, em 18 de Julho de 21016 que pedi uma pensão por invalidez e me foi negada.

Tenho vários problemas de saúde, principalmente ortopédicos graves que me impedem de marchar mais de algumas dezenas de metros com canadianas assim como de voz por ter sofrido de cancro na garganta ao ponto de ficar afónico como provam os últimos relatórios clínicos, estou em lista de espera para ser operado a um joelho.

Tenho 59 anos e trabalhei desde a idade dos 15 anos até que fiquei doente a 15 de Dezembro de 2014, foram mais de 40 anos a contribuir, nunca conheci um só dia de desemprego e hoje me sinto rejeitado, triste e abandonado pelo nosso sistema de saúde.

Por ser trabalhador independente e só ter tido direito a um ano de baixa médica paga fiquei a receber o RSI que é de um montante mensal de 178,19 Euros, mas que nem metade das minhas despesas mensais cobrem.

Atualmente sobrevivo com alguma ajuda de amigos e estou a ser alimentado pelo Centro de Dia.
Tenho faturas em atraso para pagar, exames médicos para fazer assim como consultas de rotina mas que não posso fazer por não ter posses para tal e nem tão pouco com todos os meus problemas de saúde tenho a possibilidade de comprar medicação e estão prestes a me cortar a luz a partir do dia 2 de Maio próximo, tenho apneia e faço terapia ventilada, se fico sem luz não poderei fazer tal terapia.

Quero também informar que trabalhei em França durante 21 anos e estou dependente do formulário E 205 P , que pedi ao Centro Nacional de Pensões de Lisboa desde 23 de Novembro 2016 para enviar para a CARSAT França para ser concluído o meu pedido de reforma antecipada mas que nem tal formulário me foi enviado!

Depois de uma vida de trabalho, sempre ter cumprido com as minhas obrigações de cidadão me sinto desesperado, acho que mereço ser tratado como ser humano por um país democrático como é o nosso.

Com os melhores cumprimentos espero o que melhor tiverem para me comunicar

Maçainhas, 25 de Abril 2017

Manuel Ribeiro


Respostas

em 2017-05-15 17:30 RECLAMAÇÃO N.º 9553117, DE 2017-04-25 05:37:27
de MANUEL da CONCEIÇÃO NOBRE RIBEIRO

serve a presente para informar que nesta data, pela ID 001-674-547, de 2017-05-11, foi prestada informação ao reclamante, informando-o que não foi possível identificá-lo como subscritor da CGA e que o assunto deverá ser colocado à Segurança Social, através do Centro Distrital de Segurança social da sua área de residência.
Com os melhores cumprimentos.
CGA - AAC1 Área de Apoio a Utentes
UAC1.2 Unidade de Exposições e Reclamações
Assistente de Direção - António Pais de Almeida

Comentários


Carmo Batista

O meu marido (assistente operacional numa escola) foi operado à coluna em MAIO de 2016. Foi chamado a uma junta médica no dia 4/10/2017 na qual com o relatório médico que apresentou foi aconselhado a enviar os papeis para a reforma por invalidez.
O meu marido não tem capacidade para se calçar nem se vestir.
Qual é o meu espanto quando no dia 4/12/2017 recebemos uma carta da CGA a dizer que o pedido de reforma por invalidez do utente tinha sido indeferido.
Só queria que me explicassem uma coisa:
Como é que se manda trabalhar uma pessoa com 38 anos de descontos sem sequer ser visto por uma junta médica para avaliar as capacidades do doente?
Será que vão ter de colocar uma cama no local de trabalho para o meu marido poder estar lá?
É vergonhoso e inaceitável o que fizeram e para acabar termino com um pedido:
Senhores doutores da CGA de Lisboa pelo menos ponham a mão na consciência e mandem o doente a Braga a uma junta médica para ser avaliado por profissionais. Não é mandar o doente recorrer com médico particular à conta dele se quiser ir a uma junta médica quando ele tem o direito de ser mandado por vocês à mesma.
Não se avalia doentes só por papeis sem sequer os ver e manda-los trabalhar sem poder.

Com os melhores cumprimentos:

Carmo Batista



Carmo Batista

Ps: Espero que não ignorem a reclamação e que me dêem uma resposta o mais rápido possível.

Carmo Batista



Carmo Batista

O nome do doente é José Domingos Queirós Batista

Morada: Fragoso




Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.