Serviços do Estado

Cruz Vermelha Portuguesa - Todos os dias é servido sushi ao jantar aos utentes

(editada a 14 de outubro 2018)

Aguarda resposta
22531018

Venho por este meio demonstrar o meu profundo desagrado e dar a conhecer, a forma humilhante em que a Delegação de Águeda da Cruz Vermelha Portuguesa e directamente a sua responsável, trata as pessoas, que frequentam ou usufruem das refeições da cozinha social e comunitária deste Instituição. Desde os finais de Setembro de 2018, que as refeições servidas neste instituição, ao jantar, são sobras/excedentes de Sushi e outros alimentos destes tipo de culinária, de um restaurante. É de salientar e de louvar, as iniciativas por parte de restaurantes, hotéis, cantinas, empresas de catering, serviços de take-away, em doar os seus excedentes alimentares, a favor das pessoas mais carenciadas. O que está em causa, é se a responsável, questionou os seus utentes, se querem comer todos os dias, ao jantar Sushi, sendo este tipo de prato da culinária Japonesa, o que nem toda a gente aprecia. As pessoas que frequentam esta cozinha social, são pessoas que encontram-se em situação de pobreza, de grande vulnerabilidade social, exclusão social, em situação de sem abrigo, em situação social ou económica desfavorecida, utentes que estão alojados no Centro de Alojamento Temporário para Passantes e Sem-Abrigo desta instituição. Questiono: - As cozinheiras de serviço têm a noção do tipo de alimentos que estão a servir e formação adequada em Sushi ou culinária Japonesa? - Os utentes têm a noção dos alimentos que estão a comer? - Porquê é que não está a ser dada alternativa em servir Sushi aos utentes? - Porquê é que as pessoas têm que passar fome ou apenas comer sopa, porque não gostam de Sushi? - Uma caixa de plástico organizadora, será a forma mais correcta de transportar, conservar e armanezar os alimentos doados? - Porquê, as pessoas que pagam mensalmente, uma comparticipação em dinheiro, para se alimentarem nesta Instituição, não têm refeições mais de acordo com os hábitos e costumes dos Portugueses? - Se a Segurança Social, comparticipa financeiramente nos custos Operacionais, incluindo os vencimentos da Directora (1584.65€), Assistentes Sociais(1334.44€/1393.44€), Psicólogas(1334.44€/1393.44€), porquê não é procurado assegurar o bem estar dos utentes e o respeito pela sua dignidade humana, exercendo as funções para as quais deviam estar a desempenhar? - Se a Segurança Social, comparticipa financeiramente por utente/mês do Centro de Alojamento Temporário para Passantes e Sem-Abrigo, porquê não é assegurado o bem estar dos utentes e o respeito pela sua dignidade humana? Impor que as pessoas comam Sushi e este tipo de culinária, só porque as pessoas não têm outros meios para se alimentarem, ultrapassou todos limites de falta de respeito e empatia pelo próximo, por parte dos responsáveis desta Instituição. Viver diariamente no Centro de Alojamento Temporário para Passantes e Sem-Abrigo desta instituição, é bastante dificil, os quartos não têm nem uma janela para o exterior, é praticamente inexistente o apoio da equipa técnica, não procuram ouvir os utentes, nem se preocupam em orientar as pessoas para que possam seguir a sua vida com dignidade, nos Ateliers Ocupacionais a única preocupação dos monitores é que os utentes assinem a folha de presença, mesmo aqueles que estão a frequentar formação no centro de emprego. Onde está o respeito pela pessoa humana, por parte dos responsáveis desta delegação da Cruz Vermelha Portuguesa? Deveria ser da responsabilidade da Senhora Directora, garantir que na Delegação de Águeda da Cruz Vermelha Portuguesa, seja garantido os direitos socias dos cidadãos, bem como a promoção do respectivo bem estar e qualidade de vida, deveria ser um exemplo para o próximo, para a comunidade em que está inserida. Eu sugeria à Cruz Vermelha Portuguesa, aquando na admissão de novos colobaradores, principalmente para postos de trabalho de chefia/direcção/coordenação, seja feito um rigoroso exame psicotécnico, entrevistas rigorosas, averiguar a experiência profissional, para postos de trabalho de chefia/direcção/coordenação devia ser dada preferencia a pessoas com alguma maturidade de vida, ter principalmente como qualidade pessoal a empatia, generosidade, honestidade e humildade, ter conhecimento dos direitos fundamentais e o que estes significam.

Comentários



Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.