Serviços do Estado

IEFP - Comportamento irregular por parte de formadora

(editada a 9 de novembro 2018)

Resolvida
23414018

Exmos srs. Venho, através deste, principalmente, expor um problema, de grave discriminação e solicitar que me informem como devo proceder. Trata-se do seguinte, eu sou formanda do Centro de Formação Profissional de Faro - localizado no Areal Gordo e frequento a Formação de Cabeleireiro/a Unissexo - EFA B3 profissional - que se iniciou em 26-09-2018 e terminará em 30-08-2019. A minha identificação de formanda é : Rossana Raposinho Palha Ruivo, n.?14   Acontece que desde o início da formação tenho vindo a ter problemas com a formadora Sra Lucinda Oliveira , que actualmente está a leccionar o módulo de Estética do Cabelo, e que estará a leccionar a turma até à conclusão da Formação. Estes problemas advêm da discriminação que eu estou a ser alvo, por parte da dita formadora, motivadas por eu recentemente (em Setembro) ter alterado o meu nome é género, como está consagrado na lei. Esta discriminação afecta-me bastante, tanto física como psicologicamente como até a nível da minha própria auto estima e traduz se por comportamento verbal e pela tentativa de condicionar a minha aparência física,  pois a formadora chegou várias vezes  (as mais incisivas foram 3) perto de mim, dentro da sala de formação e disse me, de maneira a que as minhas colegas não a percebessem, na primeira vez, que se eu não inicia-se a fazer foto depilação a laser na face em vez de me barbear como normalmente fazia, não teria lugar nas aulas dela, - ao que eu acedi, coagida - na segunda vez, que se eu não fizesse depilação ou descoloração aos pêlos do meu corpo, também não teria lugar nas aulas dela -ao que eu, coagida, também acedi fazer - já na terceira vez foi mesmo mais longe e insistiu que eu comprasse e passasse a utilizar uma cabeleira postiça diferente da que uso actualmente - que uso porque sofro de alopecia total - e essa insistência deu lugar à mesma ameaça velada, ao que eu respondi que iria pesquisar preços, mas que não me é possível, para já fazêlo. De notar que sempre que a Formadora Lucília me dizia isto acrescentava, em tom irónico "Se é para mudar, é para mudar" e "eu só ajudo para melhor, porque para pior é impossível" . Agora, talvez devido ao fato de eu ainda não ter mudado a minha cabeleira - recusando as suas ordens - e aproveitando o fato de que, por iniciativa da dita formadora,  que mais tarde confirmou essa prática não estar no programa e ter sido mesmo por auto iniciativa, porque "podia tomar essas decisões" - as formandas estarem a praticar o modulo lavagem e secagem do cabelo das próprias colegas, alternadamente. E depois de ter notado que eu não consentia que praticassem a lavagem e secagem do cabelo em  mim, exactamente pelo fato de eu usar cabeleira postiça, chamou me para dentro de outra sala de formação que se encontrava vazia, e ordenou me que eu  quando estivesse  na sala de aulas práticas,  retirasse a cabeleira para que me pudessem fazer a lavagem do couro cabeludo, pois se não o fizesse iria sofrer retaliação da parte da formadora em questão. Ao que eu recusei terminantemente, tendo eu alegado que ela sabia que eu sofria de alopecia e que seria vexatorio e humilhante para mim, retirar a peruca na frente da turma, e que a dita formadora não tinha o direito nem podia obrigar me a passar por essa situação. Facto que ela não aceitou e respondeu me  (tratando me no masculino) que "então o senhor vai ter um mau resultado, nunca me substime!". Assim, temendo que o meu percurso de formação possa ser prejudicado ou encurtado por este motivo, e por esta formadora, venho expor a vc exas o que eu julgo não ser o comportamento correcto nem aceitável de alguém encarregue de administrar um curso de formação profissional,  e venho, da mesma forma, pedir que me informem como devo proceder caso a formadora Lucília Oliveira realmente tente fazer algum tipo de retaliação contra mim. Com a máxima consideração, aguardo resposta, Rossana Palha Ruivo, formanda n 14. Boa noite. Ainda sobre o mesmo assunto, tentei hoje sexta feira dia 9 de Novembro, falar com a directora do Centro de Formação Profissional de Faro - Areal Gordo - sobre a existência de uma alternativa para que não tivesse de tirar o meu cabelo durante as aulas práticas de cabeleireira, uma vez que as formandas estavam a praticar nas próprias colegas, e que não poderiam praticar em mim. A sra Directora respondeu me que sabia do que se estava a passar, e que aprovava essas práticas. Disse-me também que as aulas funcionavam como grupo, e que o Centro de formação não poderia estar a abrir excepções, mesmo eu confessando que não se tratava de vontade minha não me submeter a essa prática, mas sim de uma questão psicológica (disforia de género), fisiológica (por ter alopecia) e de me sentir humilhada, caso tivesse de retirar a peruca diante de toda a turma. A Sra Directora mais me disse que no meu caso excepcional e caso eu não cumprisse essas ordens, não poderia também eu praticar noutra colega , e por esse motivo iria sempre considerar a minha formação "incompleta", e aconselhou me a pensar seriamente em abandonar a formação. Por este motivo, e por considerar que o meu futuro passa principalmente pela conclusão desta formação profissional com aproveitamento, e nem sequer considerar em desistir do curso, ao contrário dos avisos e conselhos da Sra directora, e por considerar que se está a praticar uma grave discriminacao e injustica contra a minha pessoa, venho pedir, uma vez mais, que me auxiliem neste caso de claro mau comportamento do, pelo visto agora, próprio Centro de Formação Profissional.

Respostas

IEFP em 2018-11-12 10:26 Exma Senhora

Acusamos a receção da sua reclamação apresentada através do Portal da Queixa.
Informamos que a mesma foi encaminhada para os Serviços competentes do IEFP, I.P., que irão proceder à sua análise e tratamento.
A presente reclamação, ao nível do Portal da Queixa, fica no estado de concluída, uma vez que a resposta à questão colocada lhe será transmitida diretamente pelos nossos Serviços, através do email disponibilizado na reclamação, tendo em conta que a matéria em causa é do foro privado.
Com os melhores cumprimentos

Rossana R Palha Ruivo em 2018-11-12 18:45 Exmos Srs.
Muito obrigada pela atenção que prestaram ao meu caso.
Contudo, ainda não tendo recebido qualquer resposta, prefiro reabrir a queixa e manter aberta até que efectivamente seja dada uma resposta, através deste mesmo site, Portal da Queixa. Não só para que existam provas escritas e testemunhas dessa resposta, como também para garantir que seja dada uma resposta cabal e justa ao meu caso, resposta esta que porventura poderia cair no esquecimento caso a situação fosse tratada apenas no foro privado.
Certa que compreendem a minha situação agradeço desde já a resposta que me irão apresentar, mais uma vez através do Portal da Queixa.
Com todo o respeito e consideração,
Rossana Ruivo
Rossana R Palha Ruivo em 2018-11-14 00:00 Exmos Srs
Boa noite.
Recebi hoje, por parte da direcção do Centro de Formação Profissional de Faro, uma resposta verbal, em privado e sem quaisquer testemunhas. Resposta essa que não considerei nem justa, nem cabal e nem sequer minimamente aceitável.
Sendo que essa resposta apenas confirmou o ponto de vista deste Centro, que, aparentemente, é idêntico ao da Formadora em questão e o qual motivou a minha queixa/reclamação.
Entre muitas outras alegações, foi me dito, e ao contrário do que a própria formadora Lucinda tinha referido, que a prática das formandas/os experimentarem as técnicas, ainda recente aprendidas, no cabelo das próprias/os colegas constava do referencial nacional de formação - o que considero errado desde o início, pois as mesmas ainda não estão habilitadas/certificadas para que o possam fazer sem por em risco a segurança no trabalho (relembro que se trata de uma formação de base e não de um mero curso profissional de reciclagem - onde é expectável que as formandas já possuam, pelo menos, as competências mínimas devidamente certificadas para o fazerem em segurança).
Referiram me também que esta é uma prática corrente, que já fazem à cerca de 20 anos e que não pretendem deixar de o fazer, não podendo abrir excepções. Mais me asseguraram que o facto de eu ter apresentado uma reclamação num site público - o que, como V Ex as de certo concordarão, é um direito meu, pois tenho todo o direito de reclamar de algo que não considero correcto e que me prejudica directamente e sendo essa a função e a natureza do site Portal da Queixa, - um portal para apresentar reclamações, queixas e denúncias - tenho toda a legitimidade para o fazer neste site - mas asseguraram me que o facto de eu ter apresentado reclamação neste site, não me iria trazer qualquer benefício, antes me iria prejudicar (numa ameaça velada mas bem clara para que eu encerrasse esta queixa)
Também me "convidaram" a desistir desta formação, utilizando estas palavras, e passo a citar: "se não está satisfeita e se sente prejudicada ou discriminada, está no seu direito de desistir, ainda vai a tempo de o fazer. Não obrigamos ninguém a frequentar os nossos cursos." O que, claramente não é a atitude nem as palavras dignas de uma instituição, que a princípio deveria ser considerada uma instituição de bem, mas que com afirmações destas, vindas de membros da direcção, passa, talvez, uma imagem de não o ser, pondo em causa a própria credibilidade ou da instituição, ou do membro da direcção que as pronunciou.

Quando, mais uma vez, eu referi que eu não me poderia submeter a essa humilhação, de retirar a minha cabeleira diante de toda a turma, e que caso a prática em "cobaias humanas" sem se ter a qualificação para o fazer, em segurança, estivesse mesmo no contexto do referencial nacional de formação, deveriam ser os próprios Centros de Formação Profissional a providenciar essas "cobaias" recorrendo a modelos, remunerados, devidamente informados de todos os riscos que poderiam vir a correr, e com o devido consentimento assinado e datado - como é prática aprovada no mundo inteiro e em todas as áreas em que se torna necessário recorrer a experiências com seres humanos - pois como todos os formadores de cabeleireira deste centro de formação tão orgulhosamente dizem, a área de cabeleireiro é uma profissão directamente relacionada com a saúde pública.
Apenas me repetiram que eu estava no meu pleno direito de não permitir submeter a essa humilhação mas, passo a citar: "Vai ser seriamente prejudicada" e que o Centro de Formação não defende nem pratica a contratação de modelos.


Contudo e por esta resposta não me ter sido dada por escrito e pela direcção central do Instituto de Formação Profissional, e apenas por uma delegação de Faro - Areal Gordo, não a considero minimamente válida, nem aceitável, nem sequer autorizada pela direcção central, e pretendo continuar com esta minha queixa/reclamação em aberto até que essa resposta me seja dada por V Exas, por escrito e através deste mesmo site, Portal da Queixa.
Com a máxima consideração e respeito
Rossana Ruivo
IEFP em 2018-11-14 08:39 Exma Senhora

Acusamos a receção da sua reclamação apresentada através do Portal da Queixa.
Informamos que a mesma foi encaminhada para os Serviços competentes do IEFP, I.P., que irão proceder à sua análise e tratamento.

Com os melhores cumprimentos
Rossana R Palha Ruivo em 2018-11-14 19:08 Ex os srs
Boa noite.
Li a vossa resposta e aguardo conclusão é resposta escrita dos serviços competentes. Altura em que irei encerrar esta queixa.
Com a máxima consideração.
Rossana Ruivo
Rossana R Palha Ruivo em 2018-11-22 20:57 Exmos srs
Venho por este meio encerrar esta queixa.
O motivo por que encerro a queixa, foi ver que até agora não existiram retaliações por parte da formadora em questão, nem do Centro de Formação Areal Gordo. Ora somando a isso o facto de eu, por antigos motivos de saúde e pelo facto de ter vindo a acumular stress desde que iniciei a formação,( curso esse que em conversa com o meu médico assistente, chegamos à conclusão que não seria o regime e carga ideais para mim.) terei que por mesmo em dúvida se não se terá mesmo tratado de um mal entendido e uma percepção exarcebada dos factos.
Se foi esse o caso, peço desde já e formalmente, desculpa a esta formadora e ao IEFP, e apresento aqui a retracção da queixa. Pelo que encerro a mesma, imediatamente.
Mais uma vez, peço desculpas a todos e todas, e sou, com consideração,
Rossana R Palha Ruivo
Rossana R Palha Ruivo em 2018-11-27 23:32 Boa noite. Acuso recepção de vossa resposta, por carta registada, à queixa que eu até já tinha retirado e pedido desculpa publicamente a todas as pessoas envolvidas. Na carta que V Exas respondem me que nada pôde ser provado, ao que eu não contesto.
Mais informo que desisti da formação em questão por motivos de saúde (stress acumulado devido à carga horária e exigência física, mental e técnica, devido à matéria ser distribuída apenas por 9 meses mais estágio ) tal como tinha comunicado à coordenadora da acção de formação Dra Ana, através do endereço de email de grupo da turma. Aliás aguardo resposta da mesma sobre como posso desistir da formação (se tenho que me dirigir ao areal gordo no sentido de assinar algum documento, se terei direito a qualquer certificado de frequência e se terei direito a algum ou alguns dos utensílios que utilizei durante as aulas práticas - cabeças maleáveis, escovas (duas encontram-se parcialmente inutilizadas por terem sido partidas durante a formação e depois coladas por mim, em casa, e novamente levadas para as aulas, com autorização da formadora responsável), pentes, etc. etc.
Comuniquei também, apenas com carácter informativo, que procurarei formar me numa escola privada, num curso dividido em cerca 24 meses e custo dividido em cerca de 36 meses, em horário pós laboral - matéria distribuída por mais meses e menor carga horária, do tipo "aprenda ao seu ritmo".
Desse modo só necessito mesmo de ter as respostas às perguntas que indiquei acima: Necessidade de confirmação da desistência em documento, certificado e direito a utensílios.
Sou com consideração,
Rossana Ruivo

Comentários


Mafalda Rodrigues

Relativamente a este assunto, que acho completamente desnecessário e fora de contexto, tenho a dizer que conheci a Formadora Lucília o ano passado, foi minha Formadora no curso de Cabeleireiros.
Excelente Profissional, excelente pessoa! Sempre a trabalhar em prol do crescimento do outro tanto a nível profissional como a nível pessoal . Sempre a zelar pelo bem estar de todos os seus formandos, a querer que todos se tratem com respeito, que crescam como profissionais competentes e pessoas melhores.
A Formadora em causa é uma motivadora, uma pessoa muito atenta, muito disponível a ajudar sempre.
É uma pessoa com profundo conhecimento nas áreas que ministra.
Uma mais valia para a formação no IEFP, ou qualquer outro lugar onde trabalhe.
Não tenho nada a referir contra a Formadora, pelo contrário, sou e serei sempre grata por todo o ensinamento que transmitiu, por todo o respeito e atenção que teve.
As situações que a Sra Rossana relata nada têm a ver com a conduta da Formadora Lucília! Nada!
Creio tal como os meus ex colegas que esta situação não passa de um mal entendido! Que devia preocupar-se em resolver de forma honesta. E não tentar arranjar problemas a uma pessoa que trabalha de forma correta e muito humana.
Sabe Rossana, acredito que todos nós pessoas, estamos cá, na vida, para melhorar. Para nos tornamos pessoas melhores. E quando digo isto não me refiro a ser melhor que os outros, mas sim a ser melhor para os outros. A ser pessoas corretas, honestas, humildes e gratas! A ajudar. Tal como faz a Formadora Lucília diariamente com todos os seus formandos!
A vida nem sempre corre como nós queremos, mas temos que ter a capacidade de aceitar, trabalhar a aceitação, mudar o que considerarmos que assim se justifica, sempre com respeito ao próximo!
Vivemos em liberdade, assim como expressou aquilo que sente aqui fica o meu testemunho.
Desejo-lhe as maiores felicidades, que a vida lhe sorria sempre, que busque sempre a felicidade, mas sempre com respeito ao próximo, isso é muito importante.
Atentamente
Mafalda Rodrigues



Carina Filipa Vieira Matos dos meus

Boa tarde sou a Carina Santos, fui formanda no IEFP no ano passado no curso de cabeleireiro unissexo, formação esta que apenas me deixou saudade. Para mim com o devido respeito pois os meus melhores amigo são gays logo não faço qualquer diferença, creio que isto se trata de um mal entendido talvez por haver algum tipo de "mania da perseguição" pois a formadora Lucília Oliveira foi das melhores formadoras e pessoa que conheci é uma pessoa incrível e é lamentável que estejam a fazer lhe este tipo de acusações não consigo acreditar em nada do que li pois se bem me lembro ela apoiou bastante um formando gay que hoje se tornou o meu melhor amigo, Ruben Agostinho. Creio que na altura se não fosse a formadora ele teria se deixado ir abaixo , acho que deveria relevar e retirar a sua queixa e conversar com a formadora e resolver esse mal entendido pois só tem a ganhar com isso.



Andreia Pintassilgo

Boa Tarde, é com bastante indignação que leio a queixa acima descrita, não conheço a D.Rossana Ruivo, mas conheço a formadora Lucília Oliveira, foi minha formadora, uma profissional exemplar e um sere humano fantástico! Dúvido muito da vericidade das suas palavras, e sei que jamais a formadora Lucília seria capaz de fazer o que descreveu, pois possui valores morais muito bem definidos, jamais faria os seus formandos passaren por este tipo de situações.
Espero que tudo se resolva e que esta situação desagradável seja rapidamente resolvida, pois uma pessoa como a formadora Lucília não merece este tipo de tratamento.
Cumprimentos



Conceição Tomé

O meu nome é Conceição Tomé, conheci a formadora em causa em 2015 e desde então não quero outra pessoa para me transmitir conhecimentos! É uma pessoa extremamente humana e o que aqui está mencionado não cabe na cabeça de ninguém! Não sou racista, nem xenófoba mas é triste que uma pessoa com transtorno de gênero seja a única que se queixa! A formadora quando lhe disse que não me queria sujeitar a um tratamento de corpo específico, nunca me obrigou nem foi rude comigo. Esta formadora é uma pessoa muito doce, compreensiva e muito amiga. Não há palavras para o sucedido! Peço às entidades responsáveis pelo caso que olhem para isto com olhos de ver, pois ela é uma formadora conceituada, com muitos anos de profissão e não é por uma queixa sem fundamento que vai deitar por terra toda uma carreira! Grata.



Antônio pontes

Não me revejo em nada do que foi descrito deverá está formanda estar a falar de outra pessoa que a Lucília que eu conheço a Lucília que eu conheço e super Open mind preocupada com o ser humano próximo respeitadora dos outros super profissional e sobretudo uma amiga deixa saudades sempre no final de uma formação tenho encontrado várias formandas ao longo da minha vida e e sempre doce a lembrança do ser guerreiro que e a Lucília só pode ser um engano ou mal entendido bem haja Lucília BJ no coração mais uma provação mas faz parte da vida



Ana Ramos

Boa tarde...
E com enorme admiração que me deparo com esta situação em relação a formadora Lucília Oliveira.
Não a conheço Sra Rossana, nem estou aqui para julgar nada nem ninguém e respeito cada ser tal como ele é, mas conheço a formadora Lucília ela foi e é minha formadora na área de estética no centro de formacao profissional em Faro ao qual tenho uma enorme honra de a conhecer e de a ter como formadora. Ela é um ser humano incomparável,único...sempre disponível para nos ajudar em qualquer situação da vida...sempre pronta para o que quer que seja, com uma sensibilidade e humildade única...como formadora sempre esteve muito presente e muito profissional em todas as situações e obstáculos...Como ser humano dentro e fora do contexto de formação é bastante amiga, compreensiva, um coração enorme. Muito certamente haverá algum mau entendido da sua parte Rossana, porque da forma como descreveu a formadora nada, mas mesmo nada vai ao encontro do Ser da Lucília Oliveira, eu não encontro e não tenho nenhuma reclamação a fazer relativamente a formadora Lucília...Apenas um muito obrigado por tudo o que me ensinou, pelas horas de conversa que solidificaram nosso relacionamento. Gratidão Lucília Oliveira



Anónimo

Boa tarde, é com indignação que leio esta queixa, não conheço a D. Rossana Ruivo, mas sim conheço a formadora Lucília Oliveira que foi minha formadora durante 2 anos e meio. Esta formadora é uma Excelente Profissional, Excelente Pessoa, sempre disponível para ajudar, muito presente quando precisamos, compreensiva e fora do contexto de formação é uma excelente amiga. Do que foi escrito na reclamação não encontrei nada que tivesse a descrever a formadora, pois ela é fantástica em tudo que faz, tem bastantes conhecimentos e sabe motivar sempre uma pessoa e não desmotiva-la e humilha-la como estava escrito acima. Nunca vi a professora a descriminar alguém mas sim pelo contrário é uma das formadoras que mais apoio dá aos formandos tornado-a uma pessoa justa e competente. Eu só tenho que agradecer todo o apoio dado pela Formadora Lucília, as conversas e os concelhos tanto a nível profissional como a nível pessoal. Muito obrigada por tudo Formadora.



rita

Sou a Rita conheço a formadora Lucília e não tenho nada a apontar sobre a mesma, pelo contrário.
A formadora Lucília e uma pessoa integra , meiga, carinhosa e humana com as formandas, e sempre disponível a ajudar-nos tanto profissionalmente como pessoalmente. Adoro-a!



Manuel Ferreira

Indignado com a infâmia que encerra o teor de uma publicação de uma formanda relativamente à Formadora Cecília Oliveira, sinto-me no dever cívico e moral de trazer à colação o meu testemunho público, que passa por referir o seguinte:
- Durante dez anos (2004-2014) tive o privilégio de privar com a referida formadora no exercício de funções docentes, ao lecionar a turmas que a ambos nos foram atribuídas;
– Dela ouvi dos alunos e dos docentes, estes em sede de conselhos de turma, as maiores referências de idoneidade, de competência profissional, a que se associa o exercício impoluto da sua atividade letiva nos contextos de aula teóricas e práticas;
– Refuto em absoluto as referências infames que lhe foram conotadas, pelo de ter tido sempre para com todos os formandos uma postura digna e íntegra, num quadro de um tratamento igualitário para todos aqueles, em absoluto respeito quanto pela não discriminação de classes sociais, de géneros, de raças, de religiões, etc.



Josélia Neto

Boa noite depois de ler e reler esta queixa e por ñ a poder comentar por não estar registada tenho que lhe dar o meu apoio á formaddora pois sei que infelizmente há pessoas que ñ merecem a nossa ajuda. Para alem do mais que tal como eu na altura este fornando/a assinou o contrato de formação que não lhe permite trazer para a rua e muito menos a Internet episódios da formação. É de uma trenenda ingratidão e falta de umanidade morder na mão de quem lhe dá de comer. Independentemente da opção sexal e sendo uma área que está disposta a receber para o trabalho todas as opções sexuais tem que se ser umilde para se ter futuro. Espero que a/o reclamador desta queixa leia este comentário pois reflita um pouco porque muitas vezes os mais preconseituosos sao os proprios por ver nos outros o que eles proprios veem quando se olhão ao espelho . Assim como os surdos são por norma desconfiafos por saberem que teem essa lacuna desconfião de quem ouve bem. Com os melhores cumprimentos Josélia Neto



Marco Calixto

Profundamente siderado com a campanha caluniosa e torpe que a Lucília Oliveira está sendo alvo, não podia assistir impassível à erosão na praça pública da imagem de um ser humano extraordinário, sem deixar aqui o meu público testemunho.

Deixo, desde já claro, que não presenciei os episódios vertidos na reclamação, nem tão pouco conheço a reclamante, no entanto tal não é preciso, pois conheço a Lucília e tenho a absoluta certeza que estamos perante um chorrilho de inverdades. A Lucília Oliveira que conheço, e com quem convivo diariamente ao longo dos últimos quatro anos no Centro de Formação Profissional de Faro, em circunstância alguma corresponde ao perfil retratado.
A Lucília é uma profissional de excelência que marca de forma determinante a vida de todos aqueles que têm o privilégio de com ela se cruzar.
Para além do seu enorme conhecimento e experiência nas áreas onde leciona, reconheço-lhe a forma abnegada de quem luta ferverosamente pelos seus formandos, procurando maximizar todo o seu potencial, tendo em consideração as particularidades de cada um, exigente mas, justa. A Lucília que conheço e admiro é alguém que não discrimina seja quem for, antes pelo contrário, é seu timbre ter uma atenção especial em relação a todos aqueles que são mais frágeis e vulneráveis.
Desejo a célere resolução deste caso, todavia não me coíbo de lamentar que o mesmo tenha sido trazido para a praça pública.



Filipa Pinto

Boa noite.
Tenho o nome de Filipa Pinto,fui encarregada de educação da Catarina Santos, formanda da formadora Lucília Oliveira.
Estou incrédula com as acusações feitas à formadora porque a minha educanda era de raça negra e tinha o cabelo afro , usou tissagem, peruca, fez madeixas ,rapou o cabelo e nunca em momento algum houve da parte da formadora Lucília Oliveira qualquer ato de descriminação , gozo ou desinteresse pela minha educanda. Saliento que foi uma pessoa sempre bondosa,carinhosa, interessada, dedicada e lutadora pelo bem estar das formandas e bom ambiente na sala de aula, proactiva nas atividades propostas e muito amada pelas formandas da turma onde a Catarina esteve integrada. Teve sempre uma excelente postura quer ,como formadora quer ,como diretora de turma . Fui sempre muito bem recebida como encarregada de educação e gostei imenso como os interesses da Catarina foram tratados .
A grandeza da formadora Lucilia Oliveira transparece porque teve uma atividade como voluntaria/socorrista da Cruz Vermelha Portuguesa o que demonstra a sua interacção e boa vontade no trato e relacionamento com as outras pessoas .
Tenho uma excelente opinião sobre a pessoa em causa e não identifico esse tipo de vocabulário ,posição de exclusão de qualquer formanda.
Permita a minha opinião,os trabalhos efetuados na área de cabeleireiro e estética dos conteúdos de trabalho prático sempre foram efetuados entre alunas .Julgo que a queixosa em questão deveria estar melhor informada sobre as práticas do mesmo. Pois será sempre bom que as alunas tenham a noção da realidade em contexto de trabalho. Será muito mais proveitoso para cada formanda esse método.

Cumprimentos.
Filipa Pinto.



Ana Paula Custodio

Boa noite,

O meu nome é Ana Paula, já fiz duas Formações com a Formadora Lucília Oliveira e fiquei estupefata ao ler esta acusação que lhe foi dirigida. Longe de mim estar a querer julgar alguém mas parece-me que deve haver aí um mal entendido porque aquilo que eu conheço e tenho a dizer em relação à Formadora Lucília é que é uma pessoa super simpática, disponível para ajudar em qualquer situação que os Formandos necessitassem e acima de tudo muito humana e uma excelente profissional. Nunca, em qualquer momento senti ou presenciei atos de racismo ou descriminação por parte da Formadora Lucília para com os seus Formandos. Espero que tudo isto se resolva da melhor forma e quanto a mim, só tenho a agradecer-lhe tudo o que me ensinou:-)



Apolinária Costa

Boa noite, estou completamente incrédula face à situação retratada relativamente à formadora Lucília Oliveira pois trabalhei diariamente com ela durante dois anos e tive a oportunidade de testemunhar não só a qualidade do seu trabalho, mas sobretudo a grandeza do seu caráter, pois está sempre disponível para ajudar, compreender e colaborar com todos, formandos e colegas. Uma excelente formadora em todos os aspetos.



Rui Ferreira

Conheço muito bem a formadora Lucília Oliveira, pois foi Comandante da mesma na Unidade de Socorro da Cruz Vermelha Portuguesa de Oliveira de Azeméis durante 4 anos. Muito me apraz dizer que a Lucília Oliveira sempre cumpriu e fez cumprir os princípios fundamentais da Cruz Vermelha, sendo um exemplo para os demais voluntários pela sua forma de ser e estar. Durante o período em que foi voluntária na supracitada Unidade de Socorro (já extinta), a Lucília sempre cumpriu as missões que lhe foram confiadas, com um altíssimo grau de eficácia e sempre com um total espírito de abnegação e voluntarismo. Nunca, durante o tempo de serviço, registei qualquer referência negativa ao seu comportamento para com os utentes dos nossos serviços nem por parte dos outros colegas da Unidade.
Pelo que conheço da Lucília, entrega-se de corpo e alma ao que mais gosta e retira uma enorme compensação pessoal por ver os seus formandos evoluírem e atingirem os objectivos. Discriminação, racismo e xenofobia são epítetos que não se aplicam à sua forma de ser e estar na vida.



Rúben André Ramos Agostinha

Boa noite. Estou completamente incrédulo com este tipo de reclamação por parte de uma formanda que está a frequentar o curso de Cabeleireiros Unissexo no Areal gordo em Faro.
Pela minha parte quero comentar aqui que eu Rúben Agostinho também frequentei este Curso e tinha como Formadora a Sra Lucília Oliveira de quem eu gosto muito e admiro como pessoa e como formadora deste tipo de cursos. E não acredito que tal situação tenha acontecido, porque este grande ser humano me ajudou e ensinou nesta etapa da minha vida, e me abriu os olhos perante as tais situações em que estava. E tal formadora sabia que este era o curso da minha vida, que sempre quiz então fez o máximo de força para que tal acontece e eu só tenho a agradecer por tudo minha querida formadora e agora amiga.
Eu sou gay e esta mesmo formadora nunca fez destincão entre mim e os meu colegas. Sempre apoiou e acreditou em mim desde o primeiro dia. Este tipo de ensinuaçoes não faz parte e nem se aplica a sua forma de estar na vida. Que tudo corra pelo melhor minha e querida Formadora.



Diana Leite

Boa tarde o meu testemunho é de apoio à formadora Senhora Lucília Oliveira eu foi formanda no qual tirei o curso de cabeleireira e estética não tenho nada apontar pelo contrário esta SENHORA sim com letra grande é uma pessoa espetacular no qual me ajudava quando mais precisava e não acredito que com as imensas caraterísticas que ela tem tenho acontecido tal situação
Desejo tudo de bom e muito sucesso a SENHORA LUCÍLIA OLIVEIRA e que seja apurada a verdade



JL

Acho uma piada brutal como, aparentemente, todos e mais alguns formandos da senhora encontraram esta queixa. Deve ter sido por telepatia com certeza.

Não estando familiar com o assunto, não vejo o porquê da Rossana (de condição geralmente fragil na nossa sociedade, infelizmente) se expor de tal modo na internet se tudo isto fosse absoluta mentira. Infelizmente agressões deste género são dificeis de provar. Boa sorte :)



Fabiana

Fui aluna durante 3 anos da formadora Lucilia, a formadora é uma excelente pessoa exemplar,muito prestável e muito atenciosa com os seus formandos, adorei ter sido sua aluna.



Diana Fonseca

O meu nome é Diana Fonseca, conheci a formadora Lucília Oliveira em formações como Reflexologia entre outras é só posso falar bem. É uma excelente profissional assim como ser humano, sempre disponível para ajudar, muito atenciosa e compreensiva. O que se está a passar aqui é muito injusto pois não se aplica à formadora em questão, só pode ser um mal entendido. Espero que a situação se resolva da melhor forma para a formadora Lucília Oliveira sendo que não merece passar por tal situação.
O meu muito obrigado por tudo que me ensinou e conhecimentos transmitidos. Gosto muito de si formadora Lucília Oliveira.


Cumprimentos
Diana Fonseca



Valentyna lendel

Boa tarde.
Chamo-me Valentyna Lendel, era formanda da formadora Maria Lucília Oliveira de 2016-2017 ano, nos módulos: Reflexologia, Maquiagem, Massagem ...
Estou chocada com essa acusação ridícula...
Eu não conheço a reclamante, no entanto tal não é preciso, porque conheço bem a formadora Maria Lucília Oliveira.
A formadora é uma excelente profissional, atenciosa, meiga, responsável, dedicada, compreensível e bem disposta. Não tenho palavras para especificar o quão boa pessoa é. Era aluna da formadora, sou estrangeira e tinha muitas dificuldades para aprender e estudar bem como alguns problemas pessoais dos quais a formadora foi uma das pessoas que apoiou-me e ajudou-me, mesmo agora bem sei que eu preciso posso contar com a formadora Maria Lucília Oliveira com as minhas dúvidas profissionais ou pessoais.
Portanto deixo a minha mensagem de que a formadora Maria Lucília Oliveira é uma excelente pessoa em todos os aspectos, principalmente profissional.



Maria Luísa Antonio

Exmos Senhores,
Acabei de ler acusações muito graves que recaem sobre a Dra. Lucília Oliveira que foi minha formadora em duas ações de formação pós laboral do IEFP.
Cumpre-me deixar o meu testemunho. A formadora Lucília Oliveira sempre pautou a sua actuação com uma atitude acolhedora para com todos respeitando sempre as diferenças de cada um, incutindo sempre valores de grande profissionalismo. Nas aulas práticas sempre assisti a um grande respeito para com cada um de nós e com a nossa individualidade, incutindo-nos também uma atitude correta para com todos os colegas. Por conseguinte, estou grata por tudo o que aprendi com a Dra. Lucília que sempre motivou todos os formandos para os objectivos propostos, sendo que do ponto de vista pessoal sempre foi correta proporcionando também uma oportunidade de desenvolvimento pessoal.
Maria António



Ricardo Morais

Tanto formador aqui com conta no Portal da Queixa que conhece a Dra. Lucília Oliveira. Não é nada suspeito, lol.

Só vendo um lado da história só tenho a dizer que é triste ver que ainda exista muita descriminação por parte das pessoas. Força Rossana e que tudo se resolva.



Paulo Neves

Boa tarde, chamo-me Paulo Neves, sou professor e formador colaborador externo com o IEFP, além de exercer funções de comando num Corpo de Bombeiros. Tive oportunidade de lidar com a formadora Lucilia e que, para espanto meu e ao fim de largos anos de contato, realmente terá "alterado" por completo a sua personalidade! Não acredito! Confesso que ainda hesitei em publicar aqui a minha opinião, mas não resisto quando sou, em consciência, confrontado com tamanha insensatez, falta de pudor e de princípios por parte da Sra Rossana que, em praça pública vem expor a sua questão no sentido de se vitimizar não percebendo o ridículo a que se propõe ao fazê-lo! Que o digam os vários testemunhos publicados, dos seus pares. A ética deve ser respeitada por todos mas ninguém tem o direiro de impôr a sua moral quando integrado num grupo onde já existem regras e condutas a seguir. É uma questão de cada um saber ocupar o seu lugar e pelo que me parece, a Sra Rossana atempadamente, alertada ou não, o fez! Decisão sensata já que a sua tentativa de denegrir a imagem da formadora não surtiu com toda a certeza o efeito que desejava, muito pelo contrário; virou-se o feitiço contra feiticeiro.



Anónimo

Tanto formador e formando/a aqui com conta no Portal da Queixa, que conhece a Dra. Lucília Oliveira e por acaso do destino deu de caras com esta queixa, não é nada suspeito...



Mafalda Rodrigues

Cara Natali Kolesnik li o seu comentário e não consegui ficar indiferente!
Não a conheço a si, conheço a Formadora Lucília, tal como a Senhora também eu fui formanda da Formadora em causa.
Não tomei conhecimento desta situação através da Formadora tal como relata no seu comentário...
Tomei conhecimento desta situação através de uma ex colega minha! E eu própria assim como outros colegas meus fizemos questão de informar outros colegas!
Fiquei bastante surpreendida pois conhecendo a Formadora Lucília é impossível não achar que tudo não passou de um grande mal entendido!
Deixe-me dizer-lhe outra coisa... A Formadora Lucília é uma pessoa que sabe perfeitamente separar as coisas! Vida profissional é uma coisa, vida pessoal é outra!
É uma pessoa íntegra.
Deixe-me dizer-lhe que realmente não há mal maior que a falta de humildade e de gratidão! Ora tendo sido formanda da Formadora em causa... E tendo a Senhora conhecido a Formadora assim como eu e todos os formandos e ex formandos da mesma... Fico a pensar porque motivo veio cá fazer este comentário tão desproporcionado!!!
Vi comentários de ex formandos do ano de 2008... O que teriam a ganhar em vir deixar o seu testemunho a favor da Formadora?
Cara Natalie, Humildade e Gratidão são sem dúvida duas coisas que todos deviam ter assim que nascem!
Felicidades!
Muita Luz para si!
Atentamente
Mafalda Rodrigues



Monica Saraiva

Boa noite,
Fui também formanda da Dra. Lucilia em algumas formações desde há cerca de dois anos, e vejo a Lucilia como uma pessoa bastante comunicativa, positiva e assertiva. É uma pessoa com bom fundo, bom coração e com uma palavra de apoio e incentivo quando necessário, e que sempre respeitou as especificidades e individualidade de cada uma de nós.
Acredito que se trate de um mal entendido, pois não identifico a Lucilia nas palavras da Sra. Rossana.
Que tudo se resolva em bem.
Mónica Saraiva




Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.