Serviços do Estado

IMT - Recusa de emissão da carta de condução

(editada a 13 de fevereiro 2018)

Aguarda resposta
16732118

Eu, Luciana Lopes de Miranda, portadora do cartão de cidadão número 13478495 2ZX9, tendo recebido a carta com o número de referência 7564/18- SICC recusando a troca da minha carta de condução Moçambicana, venho por este meio expor os seguintes pontos: desloquei-me de Almada a Setúbal no dia 05/05/17 para realizar a troca de carta de condução estrangeira, neste caso Moçambicana para Portuguesa.

Foi-me pedido os requisitos necessários para a devida troca, bem como os documentos que eu os entreguei. Tive o cuidado de pedir em Moçambique uma certidão da carta de condução, que foi devidamente autenticada no consulado de Portugal em Maputo.
Nunca em momento algum me pediram informação à cerca do tempo que eu estive em Portugal, ou da data que entrei em Portugal.

Sou estudante em Portugal e apesar de ter a nacionalidade Portuguesa e Moçambicana, sempre tive o cuidado de pedir o visto de entrada em Portugal e de carimbar o meu passaporte Moçambicano, como posso provar, com as cópias anexas.
O que acontece é que atualmente com as novas negras da EU, o cidadão com dupla nacionalidade não pode pedir o visto de entrada em Portugal nem carimbar o seu passaporte Moçambicano.

Passados alguns meses, comecei a ficar cansada de esperar pela troca de carta e comecei a mandar emails ao IMT para me informarem de quando estaria pronta e disponível a mesma. Infelizmente já se passaram meses e ainda está em processo jurídico.

Quando a carta provisória caducou, desloquei-me mais uma vez ao IMT de Setúbal para a revalidar. Mais uma vez ninguém me soube dizer quanto tempo mais teria de ficar a espera pela nova carta de condução.

No dia 02/02/18 recebi uma carta do IMT a informar-me que devido ao facto de não ter efetuado a troca de carta de condução estrangeira para a portuguesa dentro dos 90 dias desde que cheguei, terei de efetuar um exame prático de condução. A verdade é que no website do IMT ao realizar a simulação da correspondência entre as diferentes categorias de títulos de condução para a troca de carta de condução estrangeira para portuguesa, é referido que e passo a citar “ Troca obrigatória sem submissão a exame de condução, decorridos 185 dias após a entrada em Portugal” pelo que não serão 90 dias, mas sim 185 dias.

Hoje, dia 10/02/18 ao recorrer ao IMT e ao falar com as senhoras do mesmo, fiquei a saber que esta nova regra saiu em 2016 e as mesmas senhoras só tiveram informação acerca desta regra em meios de 2017. Não acho admissível, pois por essa razão, não me conseguiram informar a tempo à cerca desta mesma regra.

O que é certo é que eu cheguei de Moçambique no dia 30 de Janeiro e tenho o bilhete de viagem realizado pela TAP para comprovar.
De 30 de Janeiro até 5 de Maio, passaram-se 3meses e uns dias pelo que na minha opinião e pelo facto de nunca me terem perguntado nada sobre o tempo que estive em Portugal, não me parece ser motivo para recusarem a troca da minha carta.

Assim, muito respeitosamente, solicito a reconsideração do meu pedido de troca de carta, por todos os motivos apresentados.

Com os melhores cumprimentos,
Luciana Miranda


Esta reclamação tem um anexo privado

Comentários



Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.