Serviços do Estado

Segurança Social - ATRASO NO PAGAMENTO DO SUBSIDIO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL


Resolvida
8104317

A 19.09.2016 - ELI Lisboa Norte entrega o requerimento de pedido de subsidio de ensino de educação especial recebido por Pedro Bruno nas Instalações do Areeiro.
A 31.10.2016 presencialmente com Margarida Lucas Ribeiro entrega das facturas referentes as mensalidades de Setembro e Outubro do estabelecimento de ensino que o meu filho frequenta.
A 14.12.2016 Entrega através do email de Margarida Lucas Ribeiro a factura referentes aos meses de Novembro. Esta entrega foi também feita presencialmente no areeiro recebida por Luís Manuel Ferreira.
Neste mesmo dia a pessoa Luís Manuel Ferreira diz-me que além destas facturas devo preencher " uma ficha", ficha que não sabia pronunciar a qual efeito se destinava nem conseguia transmitir qual o objectivo do preenchimento do mesmo.
Expliquei ao Luís Manuel Ferreira que o subsidio de frequência de ensino especial era pago em mensalidades e que não havia um preço unitário por sessão de terapia.
A pessoa acima referida não se mostrou receptivo ao que lhe estava a comunicar e nada mais me esclareceu. Se esta "coisa" que me custa qualificar cumprisse com o dever para que foi criado, não estaria a brincar dom a dignidade do meu filho.
Transmiti ao estabelecimento de ensino do meu filho a "informação" que me foi dada.Concordando com a minha opinião, a secretaria da escola procurou mais informações sobre esta ficha junto da segurança social.
Após pedido de esclarecimentos a segurança social sobre o preenchimento da" ficha de registo de sessões de apoio individual especializado" ( aqui esta o nome da ficha Luís Ferreira, e eu não trabalho aí.), a segurança social responde:

" Sendo que o subsidio por frequência de estabelecimento de educação especial pago pela segurança social aos alunos que frequentam esta valência já inclui as respectivas terapias, não há lugar ao preenchimento da ficha em epigrafe, já que a segurança social não paga dois subsídios em simultâneo."
A 04.01.2017 envio da factura correspondente ao pagamento da mensalidade de Dezembro ao email de Margarida Lucas Ribeiro.
Se as chefias procurassem saber os motivos destes acontecimentos e actuassem segundo as reclamações apresentadas por esta via ( e escrita a 19.01.2017 no livro de reclamações 526) e enviada por email a Margarida Lucas Ribeiro a 03.02.2017, a nossa dignidade não seria tão mal tratada. Se fossemos tratados como contribuintes, o respeito, seria algo de concreto, mas tudo leva a crer que estes conceitos não fazem parte do vocabulário desta instituição denominada Segurança Social.
Se as chefias procurassem saber os motivos destes acontecimentos e actuassem segundo as reclamações apresentadas por esta via-Portal da queixa, ( escrita a 19.01.2017 no livro de reclamações 526) e enviada por email a Margarida Lucas Ribeiro a 03.02.2017, a nossa dignidade não seria tão mal tratada. Se fossemos tratados como contribuintes, o respeito, seria algo de concreto, mas tudo leva a crer que estes conceitos não fazem parte do vocabulário desta instituição denominada Segurança Social.

Esta indignação será lida, porque é o futuro de um deficiente que está em causa, e actuar em conformidade para com as "pessoas" que fazem parte desta "organização".

Após esta Odisseia pretendo ser informada que destino deram a todos os documentos entregues pela ELI Lisboa Norte e por mim, cujos receptores estão identificados, bem como as acções disciplinares tomadas em relação a todos os intervenientes deste processo, e com quem devo contactar, a fim de me ser esclarecido o "funcionamento" desta Instituição, porque , ou não funciona, ou tem estado a gozar com uma criança com o espectro do Autismo, o que é muito grave e inaceitável num pais que se diz civilizado.


Avaliação final do consumidor

2018-05-15

Eu tratei sozinha!

Sim
Voltaria a fazer negócio?
1
Recomenda? (entre 0 e 10)

Comentários



Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.