Serviços do Estado

Segurança Social - Comunicado de saída do desemprego.


Resolvida
11745817

Exº Senhores da Segurança Social do distrito de Lisboa,

É para comunicar que desde o dia 10/07 estou a trabalhar como trabalhadora Independente e a passar recibos Verdes.

Já comuniquei ao Centro de Emprego. Foi a única forma de sair do desemprego, infelizmente ! Espero que não me penalizem caso a empresa da qual passo o recibo verde cesse o contrato. Contactei vossa linha e não consegii atendimento. Podem Sff informar como posso proceder para pgar minhas contribuições a SS trabalhando a recibo verde ?

Obrigada e cumprimentos.


Avaliação final do consumidor

2017-09-17

Demoram muito a atender as pessoas, quer através da linha directa, quer através deste meio muito útil.

Sim
Voltaria a fazer negócio?
3
Recomenda? (entre 0 e 10)

Respostas

Segurança Social em 2017-08-06 11:24 Caros Senhores

Já reencaminhamos o email para o serviço competente.
A reclamação apresentada através do vosso portal está a ser tratada pelos nossos serviços.
Queremos prestar um atendimento de qualidade
Por isso estamos a desenvolver as medidas necessárias para continuar a melhorar a qualidade do serviço que lhe prestamos.

Com os melhores cumprimentos,

Instituto da Segurança Social, I.P.

Linha Segurança Social - 300 502 502
Portal: www.seg-social.pt
Segurança Social Direta: https://www.seg-social.pt/consultas/ssdirecta

Segurança Social em 2017-09-14 21:52 Boa tarde,

Em resposta ao email infra, cumpre informar de que a trabalhadora independente em apreço foi nesta data informada através de oficio enviado para a morada da mesma.

Com os melhores cumprimentos.

Amália Garcia




Equipa de Enquadramentos Especiais
Núcleo de Enquadramentos Especiais
Unidade de Identificação, Qualificação e Contribuições
Instituto da Segurança Social, I.P.
Av Afonso Costa 6/8 - 1949-020 Lisboa
Telf. 300 511 900 - Fax 300 512 300
www.seg-social.pt

Aviso de Confidencialidade: A informação presente nesta mensagem, bem como em qualquer dos seus anexos, é confidencial e destinada exclusivamente ao(s) destinatário(s), não podendo ser alterada, usada, distribuída, copiada ou disseminada sem autorização. Caso tenha recebido esta mensagem indevidamente, queira informar de imediato o remetente e proceder à destruição da mesma e de eventuais cópias.
A correspondência transmitida via eletrónica tem o mesmo valor da trocada em suporte de papel, devendo ser-lhe conferida, pela Administração e pelos particulares, idêntico tratamento (art.º 26, n.º 2, do Decreto-Lei n.º 135/99, de 22 de abril, com a última alteração introduzida pelo Decreto-Lei n.º 73/2014, de 13 de maio).

Comentários



Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.