EasyPay - Dicas para uma Black Friday segura

A Easypay aconselha os utilizadores do Portal da Queixa, que tenham presente algumas regras de segurança, para uma Black Friday segura.

Informações
Este vídeo foi visto 38 vezes
Partilhe

Estamos a chegar ao Natal, altura de alegria e boa disposição, mas que pode ficar facilmente transformada num período de stress pelo volume de compras que temos de fazer. Perante este cenário, uma Black Friday vem mesmo a calhar e é uma oportunidade de reduzir algumas despesas, sem fazer a igual redução na qualidade do produto.

No entanto, para evitar que este dia se torne num dia negro, há que ter atenção a determinados aspetos de segurança nas compras online. Deixo aqui algumas dicas, em exclusivo para o Portal da Queixa, para poder tirar o máximo proveito dos descontos, com toda a segurança:

1. Verifique a legitimidade do website

Verificar o URL do site é dos passos mais importantes, para garantir que se está num local seguro para fazer compras. Evite deixar-se levar por links desconhecidos ou por publicações patrocinadas nas redes sociais que são demasiado aliciantes. Não se esqueça do velho ditado popular de que quando a esmola é grande, o pobre desconfia. Um iPhone de última geração com 70% de desconto? Desconfie. Escreva o próprio site da loja para confirmar o que pretende e aí efetuar as suas compras com segurança.

2. Utilize meios de pagamentos seguros

Muitas pessoas sentem que utilizar cartões de crédito Visa ou Mastercard online não é seguro. Muito pelo contrário, esta é a forma mais segura de fazer uma compra online, porque estes cartões estão sempre protegidos com um seguro de utilização que deixa o consumidor mais seguro. Não se deixe enganar pela cultura popular que tem medo de usar os cartões de crédito e proteja-se nas compras online.

3. Não utilize redes WIFI públicas

Se está a fazer compras online, significa que a dada altura terá de dar dados importantes para o pagamento. Por isso, não utilize redes WIFI públicas que são facilmente pirateadas. O mais seguro é utilizar sempre os dados móveis, redes de internet de empresas/escritórios ou, em último caso, a rede doméstica, embora esta seja também vulnerável.

No final do dia, também para poder controlar as despesas, confira o seu estrato do cartão e respetivos movimentos, confirmando se está tudo corretamente identificado. Ao fazê-lo, é natural que lhe apareçam algumas lojas as suas denominações legais, ou mesmo os nomes das entidades de pagamentos que processaram a transação, como o caso da easypay. Quando isto acontecer pode ficar descansado, pois uma transação feita por uma entidade de pagamentos como a easypay tem garantias de segurança acrescidas.

Boas compras na Black Friday!

por Sebastião Lancastre, CEO & Founder da Easypay


Comentários