Performance da Marca
N/A
/100
Sem dados
Sem dados
Índice de Satisfação nos últimos 12 meses.
Ranking na categoria
  • 966 605 525
    Chamada para rede móvel nacional
  • Ademas, Santa Cruz Ademas,
    7540-051 Santiago do Cacém
  • reservaalecrim@gmail.com
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Reserva Alecrim - Utilização do voucher

Aguarda resposta
Joana Miguel Nunes Rocha
Joana Rocha apresentou a reclamação
27 de maio 2024
Venho por este meio apresentar uma reclamação complementar à queixa apresentada no Livro de Reclamações do Alojamento Turístico.
Adquiri uma estadia de três noites no resort num dos alojamentos denominado "Eco Pod". O valor por noite é de 181€ pelo que a qualidade tem de ser garantida. Comprei o produto com a campanha dos 50% não sendo por isso que deva usufruir de menor qualidade do serviço.
O alojamento, enquadrado num espaço belíssimo, tem diversas limitações, tais como, o espaço diz oferecer uma cozinha, mas a sua utilização não é de todo funcional, não dispondo sequer de um espaço para colocar a loiça a secar e a água quente não foi suficiente para o banho de apenas dois hóspedes. Porém, o principal motivo da minha queixa, foi o ruído constante do ar condicionado e uma trepidação permanente em todo o alojamento que impede qualquer descanso.

Após uma primeira noite onde me foi impossível dormir devido ao ar condicionado, comuniquei à direção. O técnico que foi ao espaço confirmou as reclamações relativas ao ar condicionado e à água quente e afirmou já terem sido identificadas anteriormente por vários hóspedes (embora na resposta da Reserva Alecrim por parte da advogada, esta corroboração seja desmentida). De qualquer forma, nesse dia, propuseram-me o cancelamento. Como é natural, estando num período curto de férias, não quis condicionar o mesmo à procura de um novo local de alojamento. Assim, e perante a oferta paralela que me fizeram de usufruir de uma compensação através de um voucher de estadia de uma noite, SEM RESTRIÇÕES, a ser utilizada até dia 29 de dezembro, excluindo julho e agosto, aceitei. Esta informação foi-me transmitida telefonicamente e felizmente fiz questão de a reforçar através de mensagem escrita, que tenho como elemento de prova.

Acontece que a informação transmitida não correspondeu à verdade. Aquando a entrega do voucher na hora do check-out procurei marcar a respetiva noite e as restrições eram imensas: não podia ser em feriados nem em épocas festivas, tinha de ser durante a semana fora dos períodos de maio a setembro, além de que o voucher tem um valor fixo (€90,50) que não cobre sequer o valor de uma noite, salvo momentos promocionais, os quais não estão previstos ou anunciados. Segundo a resposta da advogada do espaço, procurei apenas fazer a marcação para o dia 5 de outubro que é feriado. Não sendo de todo verdade, peço que apresentem outra data em que possa usufruir do voucher como valor de uma noite completa. O que me propuseram não foi o valor parcial de uma noite.

Sinto-me desrespeitada e enganada. Pretendo ter aquilo que me foi prometido telefonicamente e por escrito (a estadia de uma noite a ser utilizada até dia 29 de dezembro, excluindo julho e agosto, sem outras restrições ou condições). Caso não o permitam, exijo ter o reembolso direto de no mínimo uma das noites que paguei.

Infelizmente, como cidadã não possuo a mesma força, recursos e meios que empresas desta dimensão têm. No entanto, gostaria de assegurar que farei todos os esforços ao meu alcance para defender os meus direitos de forma justa e determinada.

Agradeço a atenção dispensada e fico ao dispor para quaisquer esclarecimentos adicionais.
Esta reclamação tem um anexo privado
Data de ocorrência: 13 de fevereiro 2024
Joana Miguel Nunes Rocha
Joana Rocha está a aguardar resposta da marca
Comentários
Esta reclamação ainda não tem qualquer comentário.