Securitas

Securitas - Serviços e Tecnologia de Segurança, S.A.

Categoria
Segurança e Vigilância

Telefone: 214154600

Morada
Rua Rodrigues Lobo nº 2, Edifício Securitas
2799-553 Linda-a-Velha

E-mail
comercial@mail.securitas.pt

Website
https://www.securitas.pt

Recomenda esta marca?

0
0
Partilhar esta página

Esta é a sua empresa? Clique aqui

Securitas - Falta de profissionalismo e demora excessiva no atendimento num local "dito" prioritário

Aguarda resposta
12411117
921
0 gostos
Paula Gonçalves apresentou a reclamação

Apresentei-me hoje, no aeroporto Francisco Sá Carneiro, com os cartões de embarque junto do funcionário da empresa Securitas (aquele primeiro funcionário a quem temos de mostrar identificação e os cartões de embarque e nos dá acesso às filas para passarmos com a bagagem de mão para ser conferida pelo rx. Viajava com os meus dois filhos, um com 14 anos e outro com 20 meses, mais o meu companheiro e mais um casal de amigos. O dito funcionário da Securitas, vendo-me com o bebé ao colo, diz-me qu tenho de entrar por outro lado, aquele que é prioritário para acompanhantes de crianças ao colo, idosos e deficientes.
Uma vez que queria estar na companhia do tal casal amigo quis prescindir dessa prioridade, e o mesmo funcionário vincou que eu "tinha" de entrar pelo outro lado, porque tinha um bebé. Presumi que seria por causa dos líquidos que ele julgava que eu levava por viajar com o bebé (sopa e leite). Presumi igualmente que as filas "normais" para o rx não teriam o equipamento necessário para avaliar os líquidos que supostamente eu transportaria. Assim, voltamos para trás e colocamo-nos na tal fila prioritária, havendo à minha frente não mais do que seis, sete famílias com crianças. Permanecemos no mesmo lugar, sem andar para frente um milímetro que fosse, mais de vinte minutos. Entretanto, apercebo-me que o casal meu amigo que foi pela via "nomal", sem prioridade, já se tinha despachado e que as pessoas que compunham essas filas de acesso ao rx estavam a despachar-se com rapidez.
Como é normal, um bebé de 20 meses, ao fim de algum tempo parado no mesmo sítio, começou a ficar impaciente. Dirigi-me a um funcionário que estava a efetuar os procedimentos de segurança e perguntei-lhe a razão da fila prioritária estar parada. O segurança diz-me que não sabe, para eu perguntar à colega, apontando para outra funcionária que estava a fazer o seu serviço na fila "fast-track", por sinal totalmente vazia, sem qualquer pessoa a usar durante todo o tempo que eu permaneci na fila. Fiz-lhe a mesma pergunta. Ela ignorou totalmente a minha questão (já me tinha ouvido colocá-la ao colega) e, de modo, arrogante, perguntou-me se eu era passageira "fast-track". Eu insisti na minha pergunta e ela voltou a perguntar-me o mesmo, como se não tivesse ouvido o que eu disse. Eu expliquei, pausamente, que tinha sido mandada para este local de acesso prioritário, e que o atendimento não estava a ser nada prioritário, sobretudo para quem está com bebés ao colo. A única resposta que a funcionária me dá é a de que se eu não sou cliente "fast-track" não tenho nada que estar naquele local.
Fiquei indignada com a falta de sensibilidade e de profissionalismo. Custava-lhe muito ter inventado uma qualquer desculpa?
Perante o total desprezo que ela deu à minha questão e à minha situação, permaneci no mesmo lugar, repito sem incomodar o seu serviço, uma vez que ela não tinha ninguém para atender. Vendo-me ali, a funcionária ameaça que vai chamar a polícia. Eu respondi que aguardava, então, pela polícia e perguntei-lhe o nome dela. Ela negou-se a dizer-me o nome, virou o crachá identificativo e cruzou os braços de forma insolente para eu não aceder à sua identidade.
Passados uns momentos, interpela-me, de forma muito pouco simpática, um outro funcionário da Securitas (não sei se chefe) a quem eu relatei o sucedido e me diz que ser prioritário não significa que seja mais rápido que os acessos ditos "normais". Perante esta resposta (diga-se completamente descabida), eu questionei o porquê do primeiro funcionário da Securitas me ter dito que eu "tinha" de usar a via prioritária. Nesta altura, este suposto "chefe" da empresa, informa-me que se o funcionário insistiu para eu usar a via prioritária tinha feito mal e que o equipamento de análise de líquidos era o mesmo em qualquer fila de rx. Fiquei sem perceber por que fui "obrigada" a usar esta via prioritária.
Seguidamente, o funcionário enalteceu as qualidades da sua empresa e o facto da segurança do aeroporto lhe ser entregue. Aproveitei para o informar da forma como tinha sido tratada pela funcionária e disse que iria apresentar queixa. Este suposto "chefe" deu-me o nome do primeiro funcionário e da funcionária, mas fê-lo de forma tão pronta que agora me questiono se serão verdadeiros.
Seguidamente, pediu-me que lhe dissesse o meu nome. Não disse, argumentando que o faria na altura certa, ou seja, quando o seu colega mo pedisse na altura em que estivesse a passar com a bagagem no tapete. Este último funcionário com quem falei, visivelmente irritado, respondeu textualmente que se eu não lhe dava a minha identificação que fosse à minha vida. Entretanto, chegou a minha vez e da minha família colocarmos os nossos pertences no tapete para serem analisados e lá seguimos viagem.
Esta queixa é feita contra os dois funcionários da Securitas: o primeiro "segurança" que não permitiu que eu usasse o acesso "normal" para as filas do rx e contra a funcionária (mulher) segurança que me tratou de forma rude e insolente, ignorando completamente a minha situação e não se dando ao trabalho de tratar com dignidade os passageiros que justificam a razão dela estar naquele lugar.

Paula Gonçalves está a aguardar resposta da marca

Comentários (3)

Ver perfil de Maria

Maria

Pois la esta... nos supermercados armam barracada para passar a frente. Aqui tava com os amigos ja não gostou que lhe fizessem valer os seus "direitos".
Ja agora necessita ter muita lata para pedir a uma autoridade, porque ali eles são autoridades, que se identifique e depois recusar-se a faze-lo.
Ja agora esta queixa deveria dirigir-se a: Securitas S.A. e não a Securitas Direct... ta visto que na sua gana de prejudicar alguém nem se deu a trabalho confirmar que o faz no sitio certo.

Ver perfil de Raul Mendonça

Raul Mendonça

mais uma armada em esperta que só chateia quem trabalha

Ver perfil de Ricardo Sa

Ricardo Sa

Por alguma razão nos chamam do pais dos chicos-espertos, se tem de ir para a fila indicada, é para a fila indicada que vai, aquelas pessoas estão ali para se certificarem de que voce vai para a fila em que tem de estar, e aguarda a sua vez como toda a gente, a sua ansia em vir prejudicar quem trabalha é repugnante.