Ambulâncias Força de Viver

Ambulâncias Força de Viver

Força de Viver, Unipessoal Lda
Ranking na categoria
Partilhar esta página

Ambulâncias Força de Viver - Faturação e mau serviço prestado

Resolvida
41934320
1075
0 gostos
Filipa Pereira apresentou a reclamação

Eu Donzília Costa Pereira venho por este meio mostrar a minha insatisfação e indignação pelo serviço prestado no dia 16/06/2020 pelas ambulâncias Força de Viver pelos seguintes motivos: Em primeiro lugar, quando o meu pai, José Casimiro Ribeiro da Costa ( residente na rua Santo António teixugueira 1011, 4505-520 Lobão) quis efectuar o pagamento pelo serviço e pediu a fartura no mesmo momento, este foi- lhe recusado, e no entanto teve de efectuar na mesma o pagamento e dirigir-se à sede da empresa caso quisesse obter o recibo.Além disso, de acordo com o Decreto-Lei nº 260/2014, capítulo VI, artigo 38º é obrigatório que quando é feito o transporte de utentes na ambulância que neste se encontre 2 tripulantes a acompanhar o doente, mas sucedeu-se que apenas 1 tripulante de Ambulância de transporte realizou o serviço de transporte. É de acrescentar que por isso mesmo não recebeu o apoio necessário, sendo obrigado a subir as escadas sozinho, mesmo não se sentido capacitado para tal e não indo em conta com as recomendações dos médicos. Esta insatisfação deve-se também porque no momento em que eu, Donzilia Bastos Costas, me desloquei à sede secundária em Santa Maria da Feira, ficou acordado que além do transporte, os tripulantes também deveriam ajudar o doente a subir as escadas; como tal, esta ajuda não se sucedeu.Com esta reclamação, pretendo que nos próximos serviços prestados não ocorra mais momentos como estes aqui descritos, esperando um trabalho melhor e mais responsável.
Aguardo uma resposta a esta reclamação,
Donzília Bastos Costa
02 jul 2020
Ambulâncias Força de Viver adicionou uma resposta

Exmºs Senhores,
Reportamo-nos à Reclamação apresentada pela Srª Donzília Costa Pereira, registada com o nº 41934320 registada me 17/06/2020.
A sociedade Força de Viver, Unipessoal, Ldª não se conforma com o teor da reclamação apresentada, pois assenta numa descrição dos factos que não corresponde à verdade.
Com efeito, foi requisitado à nossa empresa um serviço de transporte de doente, não urgente, a realizar no dia 16/06/2020 entre o Hospital de S. Sebastião, em Santa Maria da Feira e a residência do utente.
O utente foi recolhido no 7º piso do referido hospital, na unidade de ortopedia, por dois colaboradores desta empresa, que o acompanharam até à ambulância.
O utente locomovia-se auxiliado por duas muletas ( canadianas ) e fazia-se acompanhar por uma neta.
O percurso na ambulância decorreu com normalidade e uma vez chegados ao destino, o colaborador da empresa e a neta do utente auxiliaram-no na subida das escadas até à residência, apoiado nas suas canadianas, onde os esperava a sua filha, autora da reclamação.
De salientar que aquando da entrega do utente, não foi feito qualquer reparo ou objecção ao modo como o serviço de transporte havia sido executado.
A filha do utente solicitou a factura do serviço de transporte ao colaborador da empresa e este, tal como é habitual, solicitou os dados para a facturação ( nome, número de identificação fiscal e morada ) e informou que a factura seria enviada pelo correio a partir do escritório da empresa para a morada indicada.
Acto contínuo, o colaborador da empresa recolheu os dados para a emissão da factura e retirou-se do local, não sem antes ser agraciado com uma pequena gorjeta, comummente entendida como forma de demonstrar a satisfação pelo serviço prestado.
De regresso à ambulância, o colaborador da empresa procedeu, como habitualmente, enviando os dados do utente por whatsapp para o escritório; por sua vez, a funcionária administrativa processou a respectiva factura e enviou a mesma para a residência do utente.
Pelo exposto, entende a empresa Força de Viver que a reclamação apresentada é manifestamente infundada e que foram cumpridas todas as disposições legais.
Com os melhores cumprimentos
A Gerência

16 dez 2020
Filipa Pereira alterou o estado para Resolvida
Esta reclamação foi considerada resolvida

Comentários (0)