Performance da Marca
Índice de Satisfação nos últimos 12 meses.
Taxa de Resposta
28,6%
Tempo Médio de Resposta
0%
Taxa de Solução
28,6%
Média das Avaliações
30%
Taxa de Retenção de Clientes
0%
Ced Portugal, Unipessoal Lda
  • 218480073
    Chamada para a rede fixa nacional
  • Campo Grande 28 – 7ºE
    1700-093 Lisboa
  • info.pt@ced.group
Esta é a sua empresa? Clique aqui

CED Portugal - Sinistro automóvel (29/04/2022)

Resolvida
1/10
Bernardo Neves
Bernardo Neves apresentou a reclamação
9 de novembro 2023
No dia 29/04/2022 circulava com o meu veiculo (75-86-IF) em Espanha na A6 a sair de Madrid ao km 18 quando um camião (5083KSX), que vinha discutindo e apitando para o carro que estava á sua frente, decide mudar de faixa, para onde eu me encontrava a circular com o meu carro, embatendo no meu carro, inicialmente na parte de trás do lado esquerdo tendo vindo até à porta do condutor. O condutor do camião parou uns metros mais á frente, saiu do carro alegando que não viu a minha viatura. Declarou-se como culpado no local, tirei algumas fotos às viaturas e aos documentos que o condutor me forneceu. Nesses documentos o seguro do camião tinha caducado no dia 30/06/2021. Reportei o acidente e envie os documentos á minha seguradora (Tranquilidade), que me responde no dia 11/05/2022 a dizer que o veiculo que me embateu não tinha seguro válido, e por isso não seria responsabilidade da minha seguradora a regularização do sinistro. Entro em contacto com a empresa do camião que me dão informação da seguradora actual do camião.
No dia 02/06/2022 respondem ao meu e-mail indicando as informações do veiculo que me embateu.

Indicam inclusive, que já existe um processo aberto com o sinistro.
No dia 12/07/2022 recebo uma carta no meu domicilio por parte da ASF a indicar que o veiculo beneficia de seguro na Divina Pastora Seguros Generales, cujo representante para sinistros em Portugal é a entidade:
CED PORTUGAL UNIPESSOAL LDA
Campo Grande nº 28, 7ºE, 1700-093 Lisboa
Telefone: 218480071
Email: info.pt@ced.group

Deveria então apresentar o pedido de indemnização a esta entidade.
Passei a informação à minha seguradora.
A minha seguradora, depois de bastantes tentativas de contacto com esta entidade e de não responderem aos e-mails, lá consegue entrar em contacto e pede que me desloca-se a uma oficina para pedir um orçamento para reparar a minha viatura, para assim puder entregar a esta entidade.
No dia 3/08/2022 envio o orçamento para minha seguradora, passado várias semanas dizem que não foi aceite porque foi pedido em Espanha e por isso não tinha a matricula da minha viatura.
No dia 07/11/2022 envio novo orçamento com todos os dados, que me respondem que não foi aceite porque os valores não estão descriminados.
Durante meses sem respostas, a Ced desculpava-se que o atraso era da parte de Espanha.
Depois do tempo todo que já se andava a arrastar o processo, indico que não vou pedir mais orçamentos, que levo a minha viatura a uma oficina e que mandem um perito ver a viatura.
No dia 30/03/2023 deixei a minha viatura na oficina, o perito foi ver a viatura, e quando fui buscar a viatura o mecânico indicou que o perito não estava a considerar a porta do condutor. Até ao momento não tive acesso ao relatório do perito nem aos danos que estava a considerar.
Fiquei á espera, falando diversas vezes com a minha seguradora que me indicava que não obtinham resposta por parte da Ced Portugal, e que era bastante dificil contactar porque não atendiam os telefones nem respondiam aos e-mails. Ao fim de bastante insistência,no dia 03/10/2023 (1 ano e meios depois do acidente) finalmente enviam uma proposta de indemnização, propondo pagar apenas 70% dos danos da minha viatura.

Segue o e-mail que me enviaram com a proposta:

Vossa Referência: Abertura Processo RECLMAÇÃO
Nossa Referência: PT-22-23162-11-9228-
sinistro de 29.04.2022 em ES
Servicios Logisticos Souto SL / BERNARDO NEVES

Exmos(as) Senhores(as),

Retomamos o contacto sobre o assunto em apreço para vos informar que a nossa representada se encontra na disponibilidade de liquidar 70% do valor da reparação s/ IVA ou c/ IVA mediante a apresentação da fatura de reparação.

Com efeito, a nossa representada segura somente o veículo tractor, pelo que assume os 70% de responsabilidade relativos ao veículo tractor sendo que os restantes 30% devem ser reclamados à companhia de seguros do reboque.

Solicitamos assim que nos informem se podemos proceder à emissão do recibo de indemnização pelo valor de 694,86 EUR (70% do valor de reparação s/ IVA) Caso pretendam ser ressarcidos do valor com IVA - 1052,72€ - devem remeter a fatura de reparação.



Com os melhores cumprimentos,


*******


No e-mail que me enviaram com a proposta, alegam que só assumem 70% do valor, uma vez que tenho de reclamar os outros 30% á companhia de seguros do reboque. Até ao momento nem a ASF, nem a empresa Serviços logísticos Souto nem a minha seguradora me deram esta indicação. Indicando sempre que deveria reclamar os danos á empresa Divina Pastora seguros generales, cujos representantes em Portugal são a empresa CED PORTUGAL UNIPESSOAL LDA.
No e-mail que me enviaram com a proposta também não fazem qualquer referência a como chegaram aos valores oferecidos. Não dão qualquer explicação dos valores nem fazem referência aos danos que estão a considerar.
Respondo ao e-mail que não iria aceitar a proposta, e que reclamo 100% dos danos e que necessitava de saber detalhadamente os valores da proposta. Indico ainda que o acidente e os danos foram causados pela parte tractora e não pelo reboque, uma vez que foi a parte da frente do camião que embateu na minha viatura.
Respondem novamente ao meu e-mail com a mesma informação, que o acidente tendo sido em Espanha teria de reclamar os 30% á companhia de seguros do reboque. Mais uma vez, mesmo depois de ter pedido, não me enviam qualquer explicação dos valores.
Solicitei novamente, e estou a aguardar.
O acidente foi no dia 29/04/2022 e até á data de hoje (07/10/2023) não tive qualquer resolução, a minha viatura continua acidentada.

Realço ainda que a CED PORTUGAL mentiu em diversos e-mails indicando que a seguradora do reboque não era a mesma que do veiculo tractor.
Esta reclamação tem um anexo privado
Data de ocorrência: 9 de novembro 2023
Bernardo Neves
Bernardo Neves avaliou a marca
18 de janeiro 2024

Péssimo. Fazem de tudo para fugir às suas responsabilidades e pagar o menos possível, demoram a responder para vencerem pelo cansaço. Durante todo o processo mentiram várias vezes. O acidente foi em abril de 2022 e ficou resolvido em Janeiro de 2024. Mesmo assim não consideraram todos os danos na minha viatura causados pelo veículo que representam.

Esta reclamação foi considerada resolvida
Comentários
Esta reclamação ainda não tem qualquer comentário.