Segurança Social

Segurança Social

Segurança Social

Categoria
Serviços Sociais e de Previdência

Sobre

Canal não oficial da Segurança Social.
Para um contacto direto use o portal Segurança Social Direta


Telefone: 300 502 502

Morada
Rua Rosa Araújo, 43
1250-194 Lisboa

Website
https://www.seg-social.pt/consultas/ssdirecta/

Recomenda esta marca?

253
343

Partilhar esta página

Esta é a sua empresa? Clique aqui

Segurança Social - Ministro está a atirar beneficiários para a miséria

Aguarda resposta
22952518
2696
0 gostos
Acácio Batata apresentou a reclamação

O ministério da S. Social e do Trabalho do Ministro Vieira da Silva, está a atirar milhares de beneficiários com cerca de 50 anos de descontos e de trabalho para a miséria , para a caridade de familiares, para a perca da sua dignidade de ser humano.

Estas pessoas que contribuíram para engrandecer o País e a S. Social durante cerca de 50 anos esperam hoje muitos deles cerca de 1 ano para que lhes seja despachado o processo de reforma solicitada, o que é uma vergonha e uma maldade atroz para quem ao fim de uma vida de trabalho, velho e doente ,ter de recorrer a amigos e familiares que lhe emprestem algum dinheiro para comer, pagar a renda da casa, agua , luz e os seus medicamentos, só porque os serviços da S. Social não respondem atempadamente às pessoas e ignoram-as.

A grande maioria desloca-se semanalmente aos serviços da S. Social para obter respostas e não as encontra não lhes são dadas, pela forma e pelas resposta que obtém, saem de lá com a sensação de que foram mendigar algo que não lhes pertence.

É uma vergonha Senhor ministro e pouco próprio de um regime democrático, o estado novo quando não havia computadores é mais célere nas respostas e não permitia que serviços pagos por todos nós tivessem comportamentos desta natureza.

Mais caricato e revoltante é ouvir o Senhor Ministro Vieira da Silva na Televisão dizer, desmentindo os órgãos de informação que o atraso não é de 9 meses mas sim 6 meses.
Não Senhor Ministro não são 6 meses alguns são cerca de 1 ano e o Senhor têm o direito de estar informado, vá aos serviços e consulte os pedidos de reforma e verifica qual é a verdadeira situação

Agradecia que interviessem junto da S. Social do Ministério da S.Social e do Trabalho

25 Nov2018
Acácio Batata adicionou uma resposta

Passado 1 mês o governo, S. Social, o ministro Vieira da Silva ,aquele que dizia que os atrasos eram somente de 6 meses continuam sem responder ao meu pedido de reforma.

Só para recordar os serviços e o Senhor Ministro eu já estou à cerca de 8 meses à espera do despacho do pedido.

Deixo aqui esta pergunta ( espero que me respondam, faz parte das boas maneiras de educação e de tratar os beneficiários e os cidadãos).

Para quando estão a prever o despacho do meu pedido de reforma por velhice?

17 Mar2019
Acácio Batata adicionou uma resposta

Continuo a aguardar pelo despacho do meu pedido de reforma (+ 48 anos de contribuições para a S. Social), requerido no dia 17/04/2018 ou seja à 11 Meses.

Continuo sem resposta ao despacho e sem resposta às minhas reclamações e solicitações .

Todos estão recordados quando o ministro vieira da silva dizia que o atraso era de 6 meses e brevemente regularizava a situação , já se passaram + 6 meses e a situação não se resolveu, agravou-se e o atraso passou a ser mais de 1 ano.

O ministro mentiu deliberadamente, atitudes destas de prepotência , de desrespeito por quem trabalhou cerca de 50 anos que contribuiu para o enriquecimento do País, não pode ser tratado desta forma, não pode andar a mendigar porque à um ministro ou um serviço que o ignora, não lhe dá o que lhe pertence, não lhe responde quando ele pergunta, despreza-o.

Atitudes destas não são próprias de um regime democrático, são próprias de regimes ditatoriais onde o cidadão e o contribuinte não têm voz, são ignorados e desrespeitados é o que se está a passar neste momento com estes milhares de Portugueses e beneficiários.

Volto a perguntar "para quando o despacho da minha reforma requerido em 17/04/2018"

Acácio Batata está a aguardar resolução da marca

Comentários (0)