Cerca de 182 mil consultas de especialidade e quase nove mil cirurgias estarão em risco

Com greve dos médicos e tolerância de ponto concedida pelo Governo, Saúde vai estar cinco dias a meio-gás.

Informações
Esta notícia foi lida 1281 vezes
Partilhe

As cirurgias e consultas médicas agendadas para os próximos três dias podem ser adiadas, devido à greve dos médicos e, também, a tolerância de ponto concedida pelo Governo pela visita do Papa. Segundo números avançados pelo Jornal de Notícias, estão em causa 182 mil consultas de especialidade e 8.658 cirurgias, que podem ter de esperar pelo regresso à normalidade.

Já não existem grandes expectativas de que a greve possa ser cancelada e os sindicatos esperam uma forte adesão ao protesto de 10 e 11 de maio. Assim, a partir da média diária de consultas e cirurgias feitas, por dia útil, no ano passado, uma multiplicação simples indica que serão mais de 182 mil consultas e quase nove mil cirurgias.

Com a greve e a tolerância de ponto coladas ao fim de semana, serão cinco dias consecutivos em que o Serviço Nacional de Saúde estará a meio gás.

 

Fonte: Observador


Comentários