Ranking na categoria
  • 965 136 496
  • Quinta do Bom Retiro Nº5 Armazém B Vale Fetal 2820-690 Charneca da Caparica
  • tobiazzi@hotmail.com
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Oficina Tobiazzi - Querem cobrar serviço que não fizeram!!!

Resolvida
14109
5993
Guilherme Melo apresentou a reclamação

Gostaria de informar que estou a ser cobrado por um serviço que supostamente deveria estar completo, e que ao fim ao cabo o mesmo nao acontece.

Foi-lhes entregue uma viatura alfa romeo 156 com o motor rebentado , dado que após alguns dias informaram-me que iriam ver o mercado de usados 'peças'.
Foi encontrado na altura um motor para a minha viatura, e que ficaria em 1400euros + mão de obra (360+-).
A muito custo lá se conseguiu a verba necessária para que se desse seguimento ao arranjo do dito carro.
Passadas algumas semanas informaram-me que afinal o motor seria de outro modelo (145) que não o meu, o que inviabilizada a montagem do mesmo. Ou seja seria um engano!!
Aceitei aguardar mais uns tempos, até se ver uma solução para o meu problema.
Nisto já se passaram 5meses e nada.
Decidi retirar da oficina a viatura, pelo que agora me pedem 400euros pelo facto do motor ter sido desmontado.
Questiono eu, porque haverei de pagar seja o que for, visto que o problema nao foi resolvido??
Compreendo a mão de obra, mas ao fim ao cabo para que foi desmontado o motor se nao encontraram nenhum da mesma cilindrada ?

Vou apresentar queixa nas autoridades competentes, uma vez que me estão a tentar extorquir uma verba que a meu ver nao tem fundamento.
Vou anexar ainda uma reclamação no livro da oficina, com a respectiva cópia enviada para a asae.

Foi ainda argumentado por telefone que a mão de obra era de 20 euros, mas que ao fim ao cabo afinal ja seriam 25 visto o carro ser mais recente !!

12 nov 2012
Oficina Tobiazzi adicionou uma resposta

Em relação ao assunto em questão, como é obvio, há certos aspectos que não são referidos pelo queixoso.
Desde da entrada da viatura nas instalações da oficina, até á retirada da mesma, passaram-se 5 meses. Parte do referido tempo foi passado á espera de que o queixoso conseguisse juntar a verba para o motor (1400€) que entretanto se tinha encontrado, o referido tempo que se esteve á espera da verba pode-se comprovar na discrição da queixa que o queixoso fez, passando a citar:
“A muito custo lá se conseguiu a verba necessária para que se desse seguimento ao arranjo do dito carro.”
Depois do queixoso ter conseguido juntar o montante para a compra do motor (cerca de 2 meses de espera) e haver ordem de reparação desde o inicio, deu-se inicio á desmontagem do veiculo e referido motor danificado, porque havia material novo que tinha sido colocado numa revisão anterior, que iria ser aproveitado para o motor que se iria comprar, como por exemplo a distribuição, arvore de cames, variador de fase, etc. Entretanto quando se foi efectuar a compra do “novo” motor constatou-se que o referido motor não era equivalente ao da viatura. Depois deste contra-tempo, iniciou-se novamente a busca de um motor, visto ser um motor difícil de se encontrar, a reparação atrasou-se e o queixoso acabou por livre e espontânea vontade retirar o carro da oficina. Quando tal se sucedeu, cobrou-se o trabalho efectuado que foi o de retirar o motor e a respectiva desmontagem do mesmo.

Esta reclamação foi considerada resolvida

Comentários (0)