Century 21

Categoria
Mediação Imobiliária - Redes

Telefone: 213002020

Morada
Amoreiras, Torre 3, Piso 3
1070-274 Lisboa

Website
http://www.century21.pt

Recomenda esta marca?

0
6

Partilhar esta página

Century 21 - Reclamação por falta de ética

Aguarda resposta
26909919
205
0 gostos
carlos apresentou a reclamação

Venho por este meio apresentar queixa de uma consultora da Century 21 “House Market”, da loja da Amadora, com o nome D. ...., pela falta de ética que demostrou no caso que passo a explicar.
Em finais de janeiro de 2019, vendi a minha casa com a ajuda de uma consultora de uma outra agência imobiliária. De seguida dei indicações a essa agência para procurar uma casa para eu comprar.
Fui contactado por essa consultora que tinha visto uma casa, e se tinha interesse nela. Respondi que sim. O consultora contactou o numero de telefone que estava no anuncio, perguntou se a consultora da Century 21 (D. ....) fazia partilha na venda do imóvel. A resposta foi afirmativa, marcamos a visita á casa e nessa visita vimos que era aquela a casa que procurávamos. O valor de venda era de 324 900,00€. Avançamos então com uma proposta com valor inferior. Em resposta a essa proposta recebemos informação através de email que o proprietário só venderia a casa por um valor mínimo de 318 500,00€. Analisamos a contraproposta, falei com o meu banco e passados 3 ou4 dias, enviei informação por email à consultora de que aceitava pagar o valor de 318 500€, proposto pelo proprietário. Recebi da parte da consultora da Century 21 a informação de que entretanto já tinham agendado mais visitas e que iria faze-las. De seguida iria juntar todas as propostas apresenta-las ao proprietário e que ele iria escolher a de maior valor, pois era essa a sua missão vender a casa pelo melhor valor. Esperei pela informação relativamente à decisão do proprietário que chegou por email da D. ... e dizia:
“Boa tarde Sr Carlos.


Conforme a minha resposta ao ultimo e-mail que lhe enviei bem como a nossa conversa telefónica esta manhã, venho por este meio informar que o meu cliente analisou todas as propostas que lhe foram entregues e que como tal, já tenho uma resposta concreta para lhe dar.

Lamento informá-lo que a sua proposta não foi a escolhida.

Para além da proposta escolhida se ter aproximado mais do valor de venda e o capital de entrada ter sido bastante alto, na realidade o que mais pesou na decisão dos meus clientes foi terem um tempo para escritura bastante alargado, o que lhes permite procurar a futura casa sem pressa.

Atendendo ao fato de o Sr. Carlos estar numa situação delicada uma vez que já iniciou o processo de venda do seu imóvel, mostro-me disponível para lhe mostrar outras opções.

Se tiver interesse em que lhe mostre um imóvel com características semelhantes, diga-me para que possa ajudá-lo nesse sentido.
Aguardo a sua resposta.

Com os meus melhores cumprimentos.”

Ao qual respondi da seguinte forma:
“Boa tarde D. ...,
Agradeço o envio do email, o qual por ter ido para a caixa de spam só agora visualizei.
Como disse todas as outras propostas, e por serem propostas, serão por um valor abaixo do valor de venda do imóvel.
Assim informo que aceito pagar o valor de venda publicado no anúncio “324 900.00€”
Relativamente ao tempo necessário para o proprietário fazer a escritura, nunca me foi referido qual esse tempo e como não vem definido no anúncio de venda, darei os 90 dias para realização da escritura.
Relativamente ao montante de entrada nunca fui informado, que era importante para o desenrolar das negociações, por isso avancei um valor proposto por mim.
Fico a aguardar resposta.”

Apesar da minha insistência em obter uma resposta formal ao ultimo email enviado, esta nunca me foi enviada, apenas recebi um telefonema D. ... a informar que a casa estava vendida, e que se quisesse apresentar reclamação o deveria fazer ao Diretor da loja, que eu presumo seja seu familiar pois tem o mesmo apelido.
Em determinada altura deste processo, cheguei a questionar a D. ... se a falta de interesse em concretizar o negócio comigo seria o facto de a venda estar a ser partilhada, e que se fosse por isso, terminava com a partilha e faria a compra apenas intermediada por ela. A resposta foi que não, não era por isso e que sempre fez partilhas e esta era mais uma.
Mais tarde enviei um email a descrever toda esta situação, para a Century 21 “Geral” que primeiro não me respondeu e depois de eu reiterar o pedido de esclarecimento, recebi um email do gerente da loja Century 21 House Market por terem sido reencaminhados os emails enviados para o endereço geral, a dizer-me o que eu já sabia.
Por achar que esta não é uma forma eticamente correta e imparcial de um colaborador de uma empresa internacional de prestígio lidar com estas situações, e por achar que não adquiri este imóvel apenas por falta de vontade da consultora intermediária, venho desta forma apresentar esta reclamação.
 

carlos está a aguardar resposta da marca

Comentários (0)