Dom Pedro Hotels
Dom Pedro Hotels
Performance da Marca
4.9
/100
Insatisfatório
Insatisfatório
Índice de Satisfação nos últimos 12 meses.
Taxa de Resposta
20%
Tempo Médio de Resposta
9%
Taxa de Solução
0%
Média das Avaliações
10%
Taxa de Retenção de Clientes
0%
Ranking na categoria
Hoteis - Cadeias Hoteleiras
1 HF Hotels 68.4
2 SANA Hotels 47.2
3 Luna Hoteis 42.1
...
Dom Pedro Hotels4.9
Dom pedro Investimentos Turisticos SA.

Dom Pedro Hotels - Pedido de esclarecimento

Sem resolução
1/10
MARIO RIBEIRO JORGE
MARIO JORGE apresentou a reclamação
2 de junho 2023
As melhores saudações a todos.
Em Julho de 2012, em Vilamoura, fui abordado por uma angariadora da Dom Pedro Hotels para me apresentar o plano
do DRHP – Direito Real de Habitação Periódica.
Depois de quatro horas de insistência acabei por aceitar o contrato para a semana 27. No dia seguinte apercebi-me
que no contrato estava mencionado a 1ª semana . Liguei para a D. Susana Leandro e Luísa Ferreira, que me disseram
que para não perder a promoção, teria de assinar o contrato assim, e depois procederiam á alteração.
Passaram muitos meses, inclusive no ano seguinte para passar 6 dias no D. Pedro Hoteis em Vilamoura, paguei 650€
porque á data ainda não tinha feito a alteração. Em Abril de 2014 fui contactado por um tal Hernani Muleer, um
* PROIBIDO * ao serviço da “ Pioneiros do Planeta- Serviços Profissionais Lda. Já é do conhecimento público o tipo de
empresa que é, e a estirpe dos seus colaboradores. Chego até a suspeitar, se não haverá uma ligação ambígua entre estas
duas identidades.
“Em 05 de Julho de 2016, recebi o Titulo de DRHP, assinada pelo Conservador de Loulé e pelo procurador da
sociedade “ CONSELHO- GESTÃO E INVESTIMENTOS,S.A.”, Sr. Armando Gomes Ferrão Lages. Este Titulo para
meu espanto continuava a ostentar a 1ª semana do ano, como semana adquirida. Tentei mais uma vez resolver a
situação, desta vez com a D. Chadia Hnine , e posteriormente com Susana Mateus, mas que resultou infrutífera, visto
que deixou de me atender os telefonemas. Não estando em Portugal, esta situação foi sendo adiada.
De regresso a Portugal, comecei os contactos com a D. Dina Alves, para a informar que estava de regresso e queria ver
a minha situação resolvida, mas sem sucesso.
Mesmo depois de assinalar que já não vivo em França, continuam a enviar correspondência para a minha antiga
morada, e o problema persiste.
Em 12 Maio de 2021, recebi um email da advogada Carla Ventura com o pedido da sua constituinte Dom Pedro Investimentos Turísticos S.A. Para proceder á cobrança de 1,174,10€ provenientes do pagamento das prestações
periódicas de 2016 a 2021. Nunca paguei o que eles chamam as Prestações Periódicas, pois nunca usufrui do RDHP por
terem feito uma venda que para mim é fraudulenta e que nunca tiveram a intenção de retificar. Em resposta a Carla
Ventura do que se está a passar desde 2012, a Dra. respondeu :

Acuso a receção do V. email ao qual passo imediatamente a responder.
Da leitura do V. email decorre um profundo e longo desagrado pelas circunstâncias que rodearam a celebração
do contrato visando a aquisição de DRHP.
Decorre ainda que tem atualmente disponibilidade para resolver a situação, vontade essa que a minha
Constituinte partilha.
Assim sendo, poderemos tentar chegar a uma solução que agrade a ambas as partes mantendo ou não o negócio
celebrado ou mantendo-o em diferentes moldes.
Fico assim a aguardar as V. prezadas notícias a fim de dar seguimento a este assunto e resolvê-lo de uma vez por
todas.
Com os meus melhores cumprimentos,
Depois deste email, e apesar da minha insistência, nada foi feito. Constatei a D. Dina Alves que me prometeu ir dar
conhecimento aos serviços jurídicos para me contactarem, mas nada mais se passou. Enviei emails á Dra. Carla, sem
resposta, e telefonicamente dizem-me que aquele numero não está disponível.
Não sei se a gerência da D. Pedro Hoteis está a par de toda desta situação, mas se está, então aí o problema adquire
maiores proporções.
Não vou desistir do valor que paguei e do que tenho direito. Outras formas de luta adotarei caso o problema não seja
resolvido muito em breve.
Atenciosamente:
Mário Jorge
Esta reclamação tem um anexo privado
Data de ocorrência: 2 de junho 2023
MARIO JORGE
16 de junho 2023
Boa tarde a todos.
Continuo á espera de uma resposta da D. Pedro Hotels, entidade que julguei responsável e transparente, mas que continua a demonstrar que não ouve erro por parte das funcionárias, mas sim uma conivência em provocar a burla.
Estão em andamento outras formas tornar este caso público para que outros incautos não se deixem enganar por esta empresa.
Com os melhores cumprimentos.
MARIO JORGE
7 de julho 2023
Bom dia a todos.
A minha reclamação continua em banho maria.
Fui contatado telefonicamente , no dia 19 de Junho ás 15.37 horas, por uma pessoa que se identificou como sendo a Dra. Carla Ventura, responsável jurídica da Dom Pedro Hotels, que durante 4 minutos e cinquenta e nove segundos se desculpou por ainda não estar a resolver o assunto, por ter imenso trabalho, "o que não é de admirar". Foi-me dito que iria falar com a administração e até ao final dessa semana me daria novidades.
Como também não é novidade para mim, e habituado ao silêncio de uma unidade hoteleira que se diz transparente e idónea, até hoje nada mais me foi dito. Provavelmente estão á espera da minha ação, que está para breve.
Com os melhores cumprimentos.
MARIO JORGE
7 de agosto 2023
Continuo a aguardar resposta da D. Pedro Holels.
MARIO JORGE
25 de agosto 2023
Continuo a aguardar resposta da D. Pedro Hotels.
MARIO JORGE
11 de setembro 2023
Continuo á espera de resposta por parte da D. Pedro, que continua a ignorar as minhas mensagens e a demonstrar falta de transparência e responsabilidade neste processo. Continuam a ignorar as minhas mensagens, devem estar á espera que eu faleça para que possam ficar com o que me roubaram, mas espero resolver esta questão antes, mesmo que tenha de ser por meios pouco usuais. Não podem dizer que não tiveram tempo para dar solução ao problema.
MARIO RIBEIRO JORGE
MARIO JORGE avaliou a marca
30 de outubro 2023

Escondidos atrás de uma empresa que se diz credível, está uma corja de * PROIBIDO * que roubam descaradamente, aqueles que de boa fé depositaram avultadas quantias na empresa, pensando estarem num negócio transparente.

Esta reclamação foi considerada sem resolução
Comentários
24 de julho 2023

Continuo á espera de resposta da parte da D. Pedro Hotels.