Ranking na categoria
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Iberdrola - Publicidade enganosa e apropriação indevida de valores

Aguarda resposta
75165822
99
0 gostos
ACorreia apresentou a reclamação

Fui contatado pela IBERDROLA para adesão a um serviço de fornecimento de eletricidade e gás (Contrato nº 2010861638). Informaram-me, na altura, que poderia dispôr de um serviço adicional de reparação de eletrodomésticos (gratuito durante os 2 primeiros meses).

Aderi ao serviço de fornecimento de energia (eletricidade e gás) e ao serviço de reparação de eletrodomésticos. Para testar a este último serviço, solicitei uma intervenção técnica para reparação de um frigorífico. Quinze dias depois, após diversos contatos infrutíferos para realização da reparação (EMAIL ID: 26355747 / Queixas e Reclamações de 17 de maio de 2021), defraudado pelo logro em que tinha caído, decidi cancelar o serviço da IBERDROLA e mudar de operadora de energia. A convição com que fiquei foi a de que, a pseudo-oferta se tratava apenas um truque de publicidade enganosa, por parte da IBERDROLA, destinado a atrair clientes.

Quatro meses depois (29 de setembro de 2021), quando já não era cliente IBERDROLA, recebi um email da empresa, em resposta à reclamação anterior, informando que:
"Após análise, verificámos que o(s) contrato(s) em questão se encontra(m) desativo(s), situação que desde já lamentamos. Neste sentido, assumimos que o seu pedido fica sem efeito."

Ao analisar posteriormente os meus extratos bancários, verifiquei que a IBERDROLA tinha extraído da minha conta bancária um total de 59.85 euros ao longo de 7 meses.

Em conclusão, a IBERDROLA, para além de publicitar de forma enganosa serviços que não prestou ao cliente, usou a autorização de débito por este assinada de boa-fé, no momento da celebração do contrato, para se apropriar indevidamente de valores da sua conta bancária, mesmo reconhecendo que o contratos não se encontrava ativo.

Deste comportamento reprovável da IBERDROLA dei conhecimento à ASAE, ERSE, Direção-Geral do Consumidor e DECO.
23 mai 2022
ACorreia adicionou uma resposta

É esclarecedor, da má fé e falta de ética comercial, que a IBERDROLA tenha escamoteado, na sua resposta, o facto de ter usado publicidade enganosa, prometendo dois meses inicias gratuitos do serviço, sem ter posteriormente fornecido o mesmo, quando solicitado pelo cliente.
É uma pena que uma multinacional espanhola se comporte como uma chafarica de vão-de-escada, usado técnicas comerciais agressivas para lançar armadilhas sobre os clientes. É obsceno, que uma empresa espanhola no mercado português se comporte como se estivesse num país do 3.º mundo. Os danos reputacionais desta atitude, que será amplamente difundida nas redes sociais, não irão compensar este comportamento de pilha-galinhas, extraindo valores da conta bancária dos clientes.
Foi apresentada queixa deste comportamento abusivo à ASAE e Direção-Geral do Consumidor. Espero que a DECO divulgue amplamente estas más práticas comerciais.

27 jun 2022
ACorreia adicionou uma resposta

Mais um exemplo das práticas comerciais ilícitas desta empresa:

Iberdrola acusada em Espanha de manipular preços do mercado elétrico
O ministério público espanhol acusa a elétrica de ter elevado artificialmente os preços da eletricidade no mercado diário em 2013, prejudicando consumidores em mais de 100 milhões de euros.

https://observador.pt/2022/06/27/iberdrola-acusada-em-espanha-de-manipular-precos-do-mercado-eletrico/?utm_campaign=immediate&utm_content=article&utm_medium=email&utm_source=observador_alerts

ACorreia está a aguardar resolução da marca

Comentários (0)