Sodicentro

Sodicentro, Comércio de Veículos, Lda

Ranking na categoria

Categoria
Concessionários Automóveis

Telefone: 239497450

Morada
Rua Dr. Manuel de Almeida e Sousa, 297
3025-046 Coimbra

E-mail
geral@sodicentro.pt

Website
http://www.sodicentro.pt

Recomenda esta marca?

0
1

Partilhar esta página

Sodicentro - Não deu qualquer resposta ao consumidor

Sem resolução
23559018
482
0 gostos
João Brito apresentou a reclamação

O consumidor adquiriu, à Sodicentro - Comércio de Automóveis, Lda., em
Coimbra, no dia 16-12-2016, ao abrigo da campanha “Star Select”, um veículo da
marca Mercedes Benz, com garantia de 2 anos a partir dessa
data.

Ora, nas palavras do mesmo, durante o mês de Janeiro de 2017, ou seja,
passado cerca de 1 mês após a aquisição da viatura, a mesma foi reparada nas
instalações da reclamada, ao abrigo do seguro próprio, para substituição do párachoques
da frente, óptica esquerda e farol de nevoeiro / luz de presença esquerdo,
que ficaram danificados em consequência de um sinistro.

Todavia, no momento de levantar a viatura, após a reparação, verificou que em
vez de esta apresentar 2 pneus Michelin, 2 pneus Continental, todos com bom piso, e
4 jantes 17’ em boas condições (os mesmos/as que tinha no momento da compra), a
viatura tinha 4 pneus Continental, com o piso bem gasto, e 4 jantes iguais às do
momento da compra, mas todas com desgaste acentuado, possivelmente de raspar
em passeios.
Solicitou esclarecimento sobre o sucedido (troca das 4 jantes e dos 4 pneus),
sem ter obtido qualquer resposta nesse sentido.
O que o levou a adquirir novos pneus e jantes no mês seguinte, conforme
documento em anexo (Doc1.A e Doc1.B).

Paralelamente, no mesmo momento de levantamento da viatura, também
verificou que o farol de nevoeiro / luz de presença direito estavam cheios de água,
sendo informado que a viatura tinha sido acabada de lavar e que era normal os
farolins ficarem assim.
Descontente com o sucedido, passados alguns dias deslocou-se novamente às
instalações da reclamada, solicitando que averiguassem que ambos os farolins se
encontravam negros por dentro devido à sujidade acumulada durante todo o tempo
que andavam assim (garantidamente antes da data de compra) e para questionar se a
garantia assegurava a substituição dos farolins.
Sendo a resposta negativa mas não se conformando com a situação, aguardou
mais umas semanas e voltou a questionar a razão da garantia não ser accionada
nesta situação, sendo-lhe referido, novamente que não era possível activar a garantia
e que tinha de suportar, a expensas próprias, os custos dos farolins e da sua
substituição.
E, de facto, muito embora inconformado, assim sucedeu a 14 de Setembro de
2017, conforme documento em anexo (Doc2).

Por outro lado, durante o ano 2017, sem precisar a data certa, reparou que a
tampa do depósito de líquido do radiador principal estava a ter fuga do líquido
refrigerante.
Deslocou-se às instalações da reclamada para questionar a razão de isso estar
a acontecer e foi-lhe dito que tal era normal.
Não concordando, questionou se a garantia assegurava este tipo de situação e
mais uma vez a resposta foi negativa.
No mesmo momento dirigiu-se à secção de peças da reclamada, comprou uma
tampa nova e substituiu-a, não tendo, após a referenciada substituição, havido mais
qualquer fuga do líquido de refrigeração.

Acresce que, a 5 de Julho do corrente ano, levou a viatura novamente às
instalações da Sodicentro para reparação do "travão de mão", visto que no dia anterior
a pega de “destravamento” do mesmo tinha ficado completamente fora do encaixe e o
sistema de "travão de mão" não estava a funcionar.
Foi efectuada a reparação e paga a intervenção, conforme documento em
anexo (Doc3). Porém, nos dias seguintes deslocou-se várias vezes, durante vários
dias, às instalações da reclamada porque a defeito do "travão de mão" continuava
sempre a aparecer, significando tal que a reparação teria sido defeituosa.
Após várias intervenções, foram substituídas as peças necessárias (interruptor
e posteriormente pedal), ao abrigo da garantia e, até à data de hoje, a avaria não
voltou a aparecer.
Questionando sobre o pagamento efectuado na 1ª intervenção, se fazia sentido
ter sido cobrado, uma vez que a avaria continuou a aparecer e apenas desapareceu
após a substituição das peças ao abrigo da garantia, foi-lhe referido não ser possível
devolver ou creditar esse pagamento.

No dia 07 de Agosto, mais uma vez, levou o consumidor a viatura às
instalações da Sodicentro Coimbra, para ser efectuada a revisão, previamente
agendada, e para ser efectuada a reparação do párachoques traseiro, ao abrigo do
seguro de um terceiro que embateu no seu veículo estacionado no dia 03-07-2018,
reparação esta também previamente agendada desde o dia da peritagem, sendo
levantada no final do dia 8 de Agosto.
No final do dia 09-08-2018, verificou que um dos suportes do párachoques
traseiro, que tinha sido reparado no dia anterior, se encontra empenado e com um dos
encaixes partidos.
Informou, de imediato, a reclamada da situação e, através de uma chamada
telefónica com o departamento de colisão no dia 10-08-2018, após informar possuir
fotografias do suporte em questão, foi-lhe solicitado o envio dessas fotografias para o
endereço electrónico colisão.coimbra@sodicentro.pt.
O consumidor agiu em conformidade, nesse mesmo dia, informando também,
na mesma chamada telefónica com o departamento de colisão, que se deslocaria às
instalações da Sodicentro, com a viatura, no dia 10-08-2018, pelas 18:30h para que se
averiguasse presencialmente o estado do suporte.
Todavia, aí chegado, na data e hora anteriormente comunicada, deparou-se-lhe
a oficina de colisão encerrada, visto ser fora do horário de funcionamento da
mesma, tendo sido atendido pelo Senhor José Botelho, que informou não ser da
competência dele averiguar tal situação, indicando ao consumidor que enviasse toda a
informação por escrito.
Certo é que o consumidor procedeu ao envio, novamente das fotografias em
questão, solicitando o esclarecimento das situações supra descritas.

Foi realizada uma reunião entre o consumidor e Sr.
Luís Leitão, como representante de Sodicentro Coimbra, no dia 27 de Setembro de
2018, acerca de todos os assuntos anteriores.
No dia seguinte á reunião, como compensação de todos os danos sofridos, foi
definido por Sr. Luís Leitão, ser atribuído um desconto de 20% em qualquer serviço a
ser efetuado na Sodicentro Coimbra, pelo consumidor / viatura em questão.
Relativamente à substituição do suporte do párachoques traseiro, segundo informação
por escrito (recebida da secção de colisão de Sodicentro Coimbra e de Mercedes-
Benz Portugal (após reclamação efetuada pelo consumidor à mesma), a Sodicentro
Coimbra assume a substituição da peça sem qualquer custo para o consumidor.

O consumidor solicitou orçamento para a substituição de discos e pastilhas de
travão nas 4 rodas. Solicitou também o mesmo orçamento nas restantes oficinas de
Sodicentro representantes da marca Mercedes-Benz (Pombal e Leiria). O preço do
mesmo serviço era igual nas oficinas de Pombal e Leiria, mas em Coimbra era um
valor superior, como documentos em anexo (Doc4.A, Doc4.B e Doc4.C). O
consumidor não aceitou o desconto de 20% sobre qualquer intervenção a ser
efetuada, visto o valor ser totalmente desajustado ao valor dos danos sofridos, e
também pelo valor do orçamento solicitado no momento estar a ser especulado por
Sodicentro Coimbra.

No que diz respeito à substituição do suporte do párachoques traseiro,
anteriormente assumida pela Sodicentro Coimbra, mesmo após um e-mail enviado
pelo consumidor a 21 de Outubro de 2018, a solicitar uma data disponível por parte da
Sodicentro Coimbra para a intervenção nesse sentido, a Sodicentro Coimbra não deu
qualquer resposta ao consumidor.

No entanto, após todas as tentativas de resolução extrajudicial da questão que
opõe o consumidor à aqui reclamada, e todos os prejuízos e transtornos sofridos pelo
mesmo, dos quais possui, naturalmente, a devida documentação; até à presente data
não conseguiu a resolução da mesma, nem a reposição dos seus direitos violados,
razão de ser da presente reclamação.

19 Nov 2018
Sodicentro adicionou uma resposta

Estimado cliente,

Relativamente à situação reportada, e tal como faz referência na sua exposição, disponibilizámo-nos para encontrar uma solução viável para ambas as partes. Neste momento, a sua reclamação está a ser acompanhada pelo nosso Departamento Jurídico.

Sem outro assunto de momento, subscrevemo-nos e apresentamos os nossos melhores cumprimentos,

Sodicentro

27 Ago 2020
A reclamação foi considerada "Sem Resolução" por falta de actividade
Esta reclamação foi considerada sem resolução

Comentários (0)