Performance da Marca
54.8
/100
Razoável
Razoável
Índice de Satisfação nos últimos 12 meses.
Taxa de Resposta
90,7%
Tempo Médio de Resposta
44,8%
Taxa de Solução
70,4%
Média das Avaliações
18,5%
Taxa de Retenção de Clientes
10%
Ranking na categoria
1 D+ Sofás 60.6
2 Sofás Zone 54.8
Giftnumber - Lda

Sofás Zone - Devolução de sofá com defeito

Sem resolução
Rita Resende
Rita Resende apresentou a reclamação
22 de junho 2022
Comprei um sofá à Sofas zone em Março, só me tendo sido entregue em Maio, já não foram propriamente sérios a passar as informações de entrega mas não somos o tipo de cliente que reclama tudo, então deixamos passar para que possamos usufruir do nosso sofá novo tranquilamente.
Agendamos a entrega do sofá para dia 18 de Maio, tive de ser eu a entrar em contacto com a empresa no próprio dia pois não apareceram nem avisaram a dizer que não iriam conseguir concretizar a entrega. Tive de sair mais cedo do meu trabalho, falharam com o combinado e nem se dignam a avisar. Reagendamos para o dia seguinte, onde me entregaram o sofá e cobraram 35€ pela entrega do mesmo e não faturaram esse valor.
Dia 27 de Maio, uma semana depois, ligo com a loja para dar a conhecer o meu desagrado com o sofá pois sentem-se os ferros nos encostos da cabeça, o funcionário ignorou o meu descontentamento e não deram seguimento a nada para resolver o meu problema.
Dia 1/06, sem nenhuma tentativa da sofas zone entrar em contacto comigo, decido enviar um email a pedir a devoluçao do sofa, dentro do prazo util e legal. Respondem-me a dizer que vão resolver a minha questao o mais breve possivel. Hoje é dia 22/06 e continuam a aldabrar e a empatar a minha devoluçao. Alegam que precisam de fotos e o defeito que reclamo não é visual, não é possivel verificar por fotos. Pretendem enviar um tecnico a minha casa, dizem que é um serviço externo mas é mentira (assim como o transporte), foi-me dito que o intuito da deslocaçao do tecnico tem a ver com verificaçao do defeito para avançar com a devoluçao. Aceitei e agendamos uma data, mas fiz uma ressalva de terem transporte e dinheiro para a devoluçao assim que o tecnico verificar os defeitos. Assim que coloquei estas questoes mudam de novo o argumento e dizem que o sofa tem de ir para a fabrica. São mentirosos, não tem um procedimento e não o sabem dizer logo ao cliente para que nao seja sempre apanhado desprevenido?! Que falta de profissionalismo. Respondo com este email: "Bom dia,



Serve o presente, para, mais uma vez, manifestar o nosso desagrado com o vosso tratamento ao cliente.

Entrei em contacto convosco na segunda-feira, pois ainda não se tinham designado a tratar do meu assunto e a fazer o agendamento do levantamento do sofá. Devolvem-me a chamada no dia seguinte, com um discurso diferente do combinado anteriormente, onde agora a novidade é que o sofá tem de ir para a fábrica. Vocês até podem mandar o sofá para o lixo, depois de me devolverem o meu dinheiro. Eu não pretendo mandar para a garantia, pretendo DEVOLVER, conforme foi pedido em tempo legal e útil com motivos mais que válidos. Pretendo quebrar qualquer relação estabelecida convosco. O sofá teve 15 dias em minha casa ate a reclamação, tem defeitos e não cumpre com a sua função mais básica.

Já para nem falar de que já falei com outros clientes vossos, desagradados, que me elucidaram ainda mais para a vossa forma manhosa de trabalhar. Ao que parece, é habitual terem expostos uns sofás com uma determinada qualidade e entregarem aos clientes sofás diferentes dos escolhidos em loja, também parece que é habitual andarem a empatar para ver se o cliente desiste. Agem de pura e má fé. Mas eu não vou desistir.. Paguei 700€ por um sofá, o sofá é novo e tem de estar em condições de uso normais, (o que não se aplica).



Aproveito também para mencionar que vou fazer queixa de vocês às autoridades aduaneiras pois paguei um valor que não me foi faturado.

Ainda hoje, se o técnico não aparecer ao agendado, com o valor para me devolver depois de validar o defeito enorme que o sofá apresenta, irei ligar para todas a entidades competentes e mais algumas a expor toda esta situação. Também já submeti a situação à minha advogada que estará a aguardar indicações minhas depois do dia de hoje para agir conforme.



Aproveito o presente para vos alertar que a partir da data de hoje não me responsabilizo por qualquer dano no sofá, o prazo para resolução desta situação já ultrapassou todos os limites do razoável e não me parece justo que a prejudicada seja, mais uma vez, a cliente. A vossa loja é em gaia, eu sou de gaia, pelo que está na hora de, como empresa, assumirem alguma responsabilidade pelo serviço decadente que prestam. Não me venham dizer que a carrinha da transportadora avariou porque ambos sabemos que é mentira, a carrinha não é um serviço externo, assim como o técnico não é um serviço externo.

Informo, também, que se alguém se magoar em minha casa, no vosso sofá, serão processados de imediato com queixa crime na policia."

Até aguardo continuo a aguardar resposta.
Data de ocorrência: 22 de junho 2022
Sofás Zone
20 de julho 2022
Exmos. Senhores,

Na sequência da publicação divulgada no dia 22-06-2022 pela consumidora Rita Resende, consistente num arrazoado de deturpações, inexactidões e inverdades, cumpre-nos exercer o seguinte direito de resposta:
Contrariamente ao alegado e pretendido pela consumidora, o artigo em causa não padece de qualquer desconformidade, encontrando-se em perfeitas condições de utilização, cumprindo cabalmente o fim a que se destina.
Não obstante a manifesta inexistência de qualquer defeito, e apesar de o actual enquadramento do Decreto-Lei 84/2021, de 18/10, estabelecer uma hierarquia de direitos em caso de não conformidade – que, repita-se, não existe no caso em concreto – que impede o consumidor de exigir a resolução como primeira medida, a verdade é que a N/instituição optou livremente por solicitar a entrega imediata do artigo contra a devolução do preço na medida em que não se revê, de modo algum, na forma de actuação, linguagem e (falta) de urbanidade patenteadas pela consumidora em causa, tendo sido a N/primordial preocupação fazer cessar, de imediato, a relação comercial existente.
A N/instituição actua de forma imaculada no mercado nacional há mais de 20 anos, procurando a cada dia assegurar a satisfação máxima de cada cliente, não tolerando actos ou comportamentos que afectem a sua imagem e dignidade comerciais.
Por tal razão, e face às imputações graves e desonrosas dirigidas à N/instituição por parte da consumidora em questão, as quais se encontram devidamente registadas, informamos que não nos restará outra alternativa que não seja a de recorrer às competentes vias judiciais com vista à integral reposição da verdade dos factos e ressarcimento de todos os prejuízos incorridos.

Atentamente,
Sofás Zone
Esta reclamação foi considerada sem resolução
Comentários
Esta reclamação ainda não tem qualquer comentário.