DGRDN

DIREÇÃO-GERAL DE RECURSOS DA DEFESA NACIONAL

Ranking na categoria

Categoria
Administração Pública

Telefone: 213038500

Morada
Avenida Ilha da Madeira N.º 1, 2.º Piso
1400-204 Lisboa

E-mail
dscrp@defesa.pt

Website
http://www.dgprm.pt

Recomenda esta marca?

0
0
Partilhar esta página

DGRDN - Má atendimento - dia da defesa nacional

Em tratamento
28572319
883
0 gostos
Cátia Braga apresentou a reclamação

Venho por este meio apresentar uma reclamação, relativamente ao não fornecimento de transportes para o Dia da Defesa Nacional (DDN) no concelho em que resido. Ora, se os jovens são obrigados (sendo mesmo esta a palavra a utilizar) a comparecer ao Dia da Defesa Nacional, no mínimo, deveriam ser facultados os tipos de transportes para os mesmos se apresentarem nos respetivos dias e centros mencionados.
Visto não ser perceptível no site os transportes que os jovens devem adoptar para se deslocarem para os destinados centros, entrei em contacto para o vosso balcão de atendimento do Dia da Defesa Nacional, para esclarecer as dúvidas que tinha. Suponho que esta linha tenha sido criada propositadamente para esclarecer os cidadãos que tenham sido convocados, certo? Estive quase cerca de 20 minutos a tentar contactar-vos, a ouvir música de espera, a foram mais de 10 vezes que ouvi que estava em lista de espera e que a mesma era superior a 5 minutos. Aguardei, pois queria, de facto, um esclarecimento para as minhas questões. Após este tempo absurdo de espera, a minha chamada foi atendida por um senhor (pena a minha de não me recordar do nome do próprio). Muito mal atendida. Começou por me gritar, literalmente, questionando-me onde estaria escrito que o Dia da Defesa Nacional fornecia trasportes. Acrescentou ainda que, e passo a citar “nós não queremos saber como os jovens se deslocam para os respetivos centros, não nos interessa!” Isto tudo dito de uma forma bastante mal-educada e arrogante, e pelo que percebi, pelo que foi dado a entender por este profissional, eu não deveria ser a primeira nem a única cidadã com este tipo de dúvidas. Interceptei-o e pedi-lhe para ouvir a minha questão novamente, visto que estava constantemente a ser interrompida por este senhor. Questionei, novamente, em que bilheteiras poderiam ser trocadas as ditas guias de transporte, visto que os autocarros de transportes deixaram de ser facultados por parte do DDN. Mais uma vez, respondeu-me que estava tudo no site, ao qual eu respondi que não estava porque se estivesse explícito eu não o estaria a contactar. Mandou-me ter calma (quando ele é que estava aos gritos), e disse-me que se eu queria esclarecimentos devia pedir às entidades competentes. Supostamente ele seria a entidade competente para me esclarecer, certo? Enfim, passei ao assunto seguinte, para tentar obter uma resposta decente. Questionei o porquê de estarem disponibilizados horários de autocarros no site, na região de Lisboa, e de não aparecer o concelho ao qual eu pertenço. Respondeu-me, mais uma vez, aos gritos (e desta vez com vozes de outras pessoas de fundo), que não era da sua responsabilidade, ao qual eu perguntei então de quem era a responsabilidade, visto que não estava a conseguir que as minhas dúvidas fossem esclarecidas por parte do balcão de atendimento do DDN. Mais uma vez gritou ao telefone e pronunciou que não era da sua responsabilidade.
Finalmente, e, pessoalmente, percebi que não iria chegar a nenhum consenso relativamente à conversa telefónica com este senhor, educadamente disse que não iriamos chegar a uma conclusão, e, ainda tive a boa educação de lhe desejar um resto de bom dia, ao qual ele me responde com um desligar de telefone, de uma má educação extrema.
Posto isto, realço que não me senti de forma alguma constrangida por este senhor. Contudo, deveriam ter mais atenção às pessoas que colocam por trás de um telefone, principalmente a fazer atendimento ao cliente para esclarecimento de dúvidas para um dia tão importante como o Dia da Defesa Nacional. Tal como eu, de certeza absoluta que existem mais jovens com as mesmas dúvidas por esclarecer.
Há uns anos, quando eu própria tive de comparecer no DDN, foi-nos fornecido transporte de autocarros. Pelos vistos, este ano, não o estão a fornecer. Já pensaram que existem jovens que vão sozinhos, que não conhecem os sítios para onde vão, que não estão habituados a andar sozinhos pelas ruas, quanto mais de transportes públicos? Fazê-los apanhar dois ou mais tipos de transportes para terem obrigatoriamente de se apresentar nos respetivos centros, é um absurdo.
Isto tudo para conterem um bocadinho mais os custos que teriam ao fornecerem os transportes aos jovens? Enfim...
Contudo, deixo aqui o meu desagrado pelas novas regras estabelecidas pelo DDN, e principalmente, pelo mau atendimento do vosso funcionário. Se têm muito trabalho, e poucos recursos humanos, é comum termos de nos comunicar com este tipo de pessoas no apoio ao cliente. E um dos factores agravantes, é o mesmo funcionário dizer-me que tem mais de 17 chamadas em espera enquanto fala comigo, como se eu, cidadã, que tenho tanto direito a ser atendida como os outros 17 que estão espera, ou como todos os tantos outros que já tinham sido atendidos, tivesse a culpa de colocarem apenas uma pessoa a fazer atendimento ao cliente telefonicamente na altura em que centenas de jovens têm dúvidas relativamente a este assunto.
26 Jun2019
DGRDN adicionou uma resposta

Exma Sra Cátia Braga,

lamentamos o ocorrido. Iremos sensibilizar os nossos técnicos da linha de atendimento para que se evitem situações semelhantes no futuro.

Relativamente à questão de não ser explícito no site do Balcão Único da Defesa qual o transporte a atribuir a cada cidadão, iremos verificar a situação por forma a tornar a informação mais clara e acessível.

No que se refere ao transporte em si, o Regulamento da Lei do Serviço Militar (Decreto-Lei nº 289/2000, de 14 de novembro) prevê no artigo 74.º o seguinte:
" 1 — Os cidadãos que residam no território nacional têm direito a alojamento, alimentação e transporte por conta do Estado, nos termos da lei e, designadamente, nas seguintes deslocações: a) Dia da Defesa Nacional; (…)" e no seu n.º 2 " 2 — Para efeitos das deslocações referidas no número anterior, as requisições ou títulos de transporte são emitidos e enviados ao cidadão pela entidade que proceder à respectiva notificação.".

Desta forma, e havendo a hipótese de emissão de requisições de transporte para trajetos a efetuar pelos cidadãos convocados desde a sede do município de residência até ao Centro de Divulgação de Defesa Nacional respetivo, pode o Ministério da Defesa Nacional optar por esta via, e não por autocarro fretado para o efeito.

Gratos pela sua melhor compreensão, reiteramos o nosso pedido de desculpa e apresentamos-lhe os nossos melhores cumprimentos.

A Equipa do Dia da Defesa Nacional

09 Ago2019
Cátia Braga adicionou uma resposta

Respostas para encher chouriços, como quem diz, para tentar calar.
Fica o meu mau desagrado pela situação em questão, e principalmente pela forma como fui tratada.

20 Ago2019
DGRDN adicionou uma resposta

Exma Sra Cátia Braga,

lamentamos que mantenha o seu desagrado após a nossa resposta à sua reclamação relativa ao fornecimento de transportes para o Dia da Defesa Nacional.

Reiteramos o nosso pedido de desculpa relativamente à forma como foi atendida pela Linha do Balcão Único da Defesa.

Com os nossos melhores cumprimentos.

A Equipa do Dia da Defesa Nacional

DGRDN está a aguardar resposta do utilizador

Comentários (0)