Hotel Aldeia dos Capuchos

Hotel Aldeia dos Capuchos

@hotel-melia-aldeia-dos-capuchos-golf-spa
Ranking na categoria
Partilhar esta página

Hotel Aldeia dos Capuchos - Quarto twin sem ar condicionado e preço excessivo no buffet sem preço afixado

Em tratamento
69859122
379
Flávia Sousa apresentou a reclamação

Realizei reserva através do booking de um quarto twin (Nº452) para o dia 31-12-2021 que incluía pequeno-almoço pelo valor de 112,50€ para duas pessoas. Caso quiséssemos jantar e passo a citar através da app do booking: "Desfrute de um conveniente almoço no alojamento por €14,50por pessoa, por noite. Desfrute de um conveniente jantar no alojamento por €20 por pessoa, por noite", teríamos de pagar esse valor extra, perfeitamente natural, e não existe qualquer referência ou salva-guardas de excepções de épocas/dias festivos em que os preços se alteram.
À chegada, em pleno dia 31-12-2021, realizámos o teste de covid e só depois fizemos o check-in. Demos os nossos dados e perguntámos se teríamos de reservar o jantar naquele instante, ao que o colaborador da recepção disse que sim e informou que a festa de fim de ano já estava esgotada (festa essa que tinha um flyer informativo no interior dos elevadores com o custo de 50€). Eu e o meu namorado dissemos que não estávamos interessados na festa e apenas no jantar que no booking dizia que tinha o custo de 20€ por pessoa, sendo que o colaborador disse-nos que não era esse valor mas sim 40€. Este valor não deveria nunca ter sido cobrado em excesso dado que não existiu nenhum folheto/flyer a dar a indicação deste valor, pois para termos legais, o que prevalece são dados por escrito e não dados informados verbalmente. Ainda para mais, as bebidas também foram pagas à parte, logo o nosso jantar teve um custo de 95€ graças a duas refeições buffet que encareceram, indevidamente, e a uma garrafa de vinho. Segundo consta no site da Deco Proteste este sucedido é ilegal: "Normalmente, os hóteis cobram valores muito elevados por serviços como consumo de bebidas do minibar ou lavandaria. Porém, os preços têm de estar afixados em local visível em cada quarto e no balcão da recepção. O aconselhável é consultar o preçário antes de solicitar qualquer serviço extra. Caso o hotel tente cobrar um valor mais alto do que o afixado, poderá tratar-se de um crime de especulação. Neste caso, o cliente deverá apresentar queixa à ASAE.", tenho a acrescentar que não existia preçário no balcão de recepção, restaurante nem flyers nos quartos ou elevadores como existia da festa de fim de ano com o custo de 50€, como já referi.
No que toca ao quarto em questão, em que uma das comodidades detalhadas (tanto no site do hotel como na app do booking) era o ar condicionado, como qualquer hotel alegado de quatro estrelas que se preze a dispor para os seus hóspedes, ele foi simplesmente inexistente. Ao entrarmos no quarto, mais parecia que estávamos a entrar numa zona de sauna ou banho turco pois o ar abafado que se fazia sentir era quase sufocante. O monitor de ventilação marcava 30graus e apressámo-nos a baixar a temperatura para o mínimo que eram 16graus e ligámos um ícone de ventoinha no monitor para que fosse mais rápido a refrescar, porém nada se alterava, abrimos a janela enquanto estávamos no quarto. Posteriormente, fechámos a janela porque nos ausentámos do quarto para ir então jantar o buffet que não valeu obviamente os 40€ por pessoa. Ao regresso, qual não é o nosso espanto ao constatarmos que se manteve exactamente a mesma temperatura desde a nossa chegada e que nada se alterou. Tratámos novamente de abrir a janela pois era insuportável o calor que se fazia sentir. Eram 4:30h da madrugada, nem eu nem o meu namorado conseguíamos dormir pois estávamos só às voltas na cama com a sauna que se fazia sentir naquele quarto. Fomos até à recepção (e é de salientar que o caminho pelo corredor e escadas até à recepção era todo ele fresco, portanto de onde vem esta frescura que não existe no(s) quarto(s)?) e o colaborador que lá estava, alertou-nos prontamente que não era ar condicionado que tinham mas sim ventilação regulada apenas para quente porque nos encontramos no inverno. Ainda assim, contactou o colega da manutenção para se deslocar ao quarto e, por sua vez, o colaborador da manutenção confirmou o mesmo que o colaborador da recepção, ficando sem margem de manobra limitou-se a desligar a ventilação. Todavia de nada valeu pois continuámos o resto da madrugada sem dormir dado que a ventilação se ligava automaticamente e era barulhenta. Abrimos a janela de novo contudo o ruído exterior dos carros e dos aviões que têm as suas rotas direccionadas para aquela zona não nos deixaram igualmente descansar e o quarto não chegou a arejar.
Na manhã seguinte, dia 01-01-2022, efectuámos o check-out antes do meio-dia e pedi o livro de reclamações para demonstrar todo este nosso desagrado e transtornos causados, e a exigir o reembolso justo de 152,50€ (112,50€ da estadia que não ofereceu conforto nenhum e mais os 40€ referentes aos 20€ extra cobrados por pessoa) sendo que para um hotel alegado de quatro estrelas é inadmissível deixarem os hóspedes privados de sono por condições arcaicas, já para não mencionar que se trata de publicidade enganosa ao estar "ar condicionado" discriminado nas comodidades e foi o que se viu. A chefe de recepção ** deu-me o seu cartão para enviar mais dados por e-mail do sucedido bem como anexos dos print screens da reserva da estadia e tudo quanto eu achasse essencial, e assim fiz justamente nesse mesmo dia 01-01-2022.
Apenas obtive resposta ao e-mail referido acima, no dia 05-01-2022, em que o sub-chefe de recepção * relata toda a conversa em como lamentam o sucedido e que gostariam de nos oferecer 20% na próxima estadia para sermos recompensados e surpreendidos. Ora, claramente que não pretendemos gastar nem mais um cêntimo e muito menos regressar a estas instalações, a única forma de surpreender-nos e recompensar-nos é pela justa indemnização do valor de 152,50€.
Acabei por contactar o Sr. * e este informou-me que no dia 06-01-2022 iriam ter um briefing de modo a discutirem o assunto, e que no final desse mesmo dia me iriam contactar até ao final da tarde e até hoje, dia 10-01-2022 não obtive qualquer resposta.
No dia 07-01-2022, recebi uma carta em resposta à minha reclamação no livro em que lamentavam novamente o sucedido e que, passo a citar: "(...)já foram tomadas as medidas necessárias para que tais situações não voltem a suceder." ao qual respondi "Acuso recepção da vossa carta, em anexo, porém não estou interessada, como devem calcular, se já efectuaram ou não alterações consoante o que se passou no quarto 452 pois volto a frisar que não temos qualquer interesse em regressar às vossas instalações.".
É bastante lamentável a inexistência de um contacto com os hóspedes, após a "dita reunião" que supostamente ocorreu no dia 06-01-2022, que saíram transtornados do que deveria ter sido uma boa noite de sono e um bom começo de ano e dos quais só têm mau feedback sempre que forem questionados acerca da ida a este estabelecimento que em nada revela ter quatro estrelas. Já visitámos instalações sem o dito estrelato e saímos bem mais agradados de lá, sem sombra de dúvidas, inclusive até de móteis.
Apelámos à vossa sensatez para nos efectuarem o reembolso para o NIB que vos facultei e até agora, tudo em vão, já que nem contacto nem reembolso obtivemos até à data. Tenho a mencionar que antes de prestarem serviço numa unidade hoteleira que claramente não é digna de quatro estrelas, também são clientes e quando o serviço que procuram não se encontra nas conformidades pelo qual o procuraram, também iriam exigir o vosso dinheiro de volta. Deste modo, volto a relembrar todos os transtornos causados e que estamos mais do que no nosso direito de sermos indemnizados.
Em anexo, segue comprovante do preço da estadia e do que deveria ter custado o jantar, independentemente se era época festiva ou não, pois não há menção de excepção para tal.

19 jan 2022
Hotel Aldeia dos Capuchos adicionou uma resposta

Bom dia estimada Srª Flávia,

Esperamos que este email o encontre da melhor forma.

Antes de mais lamentamos a demora na nossa resposta, no entanto a mesma, deveu-se ao facto de que enviamos a vossa reclamação para que pudesse ser verificada pela nossa direção.
Desde já queremos agradecer o vosso email, mesmo lamentando a vossa insatisfação, uma vez que é para um serviço de excelência e para a continua satisfação dos nossos clientes que todos os dias trabalhamos.
Relativamente à situação do valor da meia pensão para a noite de Réveillon, informamos que dada a noite festiva e o menu mais elaborado servido no nosso restaurante nessa noite, os valores de meia pensão e pensão completa sofreram alterações com a aproximação da data.
Após confirmar, verificámos que a vossa reserva incluía apenas o pequeno-almoço, e para adquirem as restantes refeições informamos previamente os respetivos valores, sendo que desta forma tudo fizemos para que tivessem as informações sobre o serviço requerido e para que pudessem aproveitar o mesmo ao máximo.
Relativamente ao Ar acondicionado, após recebermos a vossa informação de que o mesmo não estava a funcionar corretamente, providenciamos-vos as soluções que encontramos.
Para que pudessem voltar e experienciar uma nova estadia sem os problemas que sentiram nesta última, oferecemos 20% sobre a nossa melhor tarifa na sua próxima reserva, o que não foi aceite por vós.
Aproveito para informar que mantemos a nossa oferta, e despedimos-mos expectantes que aceitem a mesma para que experienciem uma estadia sem percalços, uma vez que infelizmente não nos será possível a devolução do valor que nos pede.
Agradecemos a sua compreensão, com a esperança e confiança de poder dar-lhe novamente as boas vindas ao nosso Hotel.

Obrigado.
Aldeia dos Capuchos****

18 fev 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

A reclamação vai manter-se e a mesma SEM resolução pois para este "Hotel" oferecer 20% a clientes que passaram extremamente mal no seu estabelecimento é suficiente, pois só tresloucados é que aceitariam voltar às vossas instalações para passar mal e ainda obter um mísero desconto de 20€ pressupondo um exemplo de estadia com o custo de 100€.
Quanto ao preçário do vosso buffet (nada elaborado como estão a querer pintar no quadro) este só nos foi dito ao pagarmos por ele e foi dito por boca e não existia um preçário detalhado por escrito, o que também não é legal dado que se vos apetecer colocar refeições a 200€, só informam o cliente no acto do pagamento?! Ilógico mas lá está, esta empresa não se preocupa com o bem-estar dos hóspedes e apenas com "encherem os vossos bolsos de dinheiro", passo a expressão. Mas já que confirmaram a minha reserva, por que não confirmam também o ficheiro do booking em que passo a citar: "Desfrute de um conveniente almoço no alojamento por €14,50por pessoa, por noite. Desfrute de um conveniente jantar no alojamento por €20 por pessoa, por noite", em que teríamos de pagar esse valor extra, perfeitamente natural, e não existe qualquer referência ou salva-guardas de excepções de épocas/dias festivos em que os preços se alteram, nem no booking nem num preçário afixado no vosso balcão, curioso, não é? Segue em anexo um ficheiro da Deco Proteste em como comprova que tinham de ter um preçário afixado e que pecaram por isso mesmo.
Quanto à questão do ar condicionado vocês não nos providenciaram soluções algumas, foi basicamente um: "Têm de ficar neste quarto e aguentem-se porque ar condicionado não existe nas nossas instalações!" dado que nem se preocuparam em nos realojar para outro quarto sequer, nem que testássemos se realmente era "mais fresco"...! Não tentem passar uma imagem de bom pagador porque nada está a vosso favor, vocês não capricharam minimamente para nos agradar.
Posto isto, só tenho a concluir que se as pessoas tencionarem visitar as vossas instalações só lhes aconselho a dormirem na banheira com o calor que faz e a levarem tampões para não escutarem as turbinas da ventilação quente barulhentas que vocês têm. Esta reclamação manter-se-á por resolver, como já referi.

18 fev 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

.


18 fev 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

.


18 fev 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

.


18 fev 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

Não existe ar condicionado, por mais que o site o diga.


18 fev 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

O monitor do dito "ar condicionado" do quarto 452 que de 16graus nunca teve nada.


18 fev 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

Saída de ar com as ditas turbinas barulhentas.


02 mai 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

Hoje, dia 02-05-2022, continuo sem nenhum termo de mediação por parte da dita "empresa". Apenas me pedem para encerrar a reclamação, mas sendo que não recebi nenhum reembolso dos possíveis montantes que referi, esta reclamação manter-se-á sempre activa, para todos terem noção do vosso descaramento e falta de consideração pelo cliente.

17 mai 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

Ainda sem resolução.

15 set 2022
Flávia Sousa adicionou uma resposta

Continuo sem reembolso, então a reclamação permanecerá sempre aberta e em actualização.

Flávia Sousa está a aguardar resolução da marca

Comentários (0)