Prio Energy

Prio Energy SA

Prio Energy

Prio Energy

Categoria
Estações de Serviço

Sobre

A PRIO é uma empresa com capital 100% português, que nasceu em 2006, e cuja atividade principal é a distribuição e comercialização de combustíveis líquidos e produção de biocombustíveis.
Orgulhamo-nos de tudo o que conseguimos fazer desde 2006 e de sermos a única gasolineira na Península Ibérica com tripla certificação QSA (Qualidade, Segurança e Ambiente).
É graças ao trabalho e ao empenho de todos os que trabalham na PRIO que conseguimos distribuir combustíveis da mais alta qualidade, que cumprem todos os requisitos técnicos legalmente estabelecidos, aos preços mais competitivos.


Telefone: 234390010

Morada
Terminal de Granéis Líquidos, lote D
Porto de Aveiro
3834-908 Gafanha da Nazaré

E-mail
info@prioenergy.com

Website
https://www.prioenergy.com

Recomenda esta marca?

11
8

Partilhar esta página


Prio Energy - Acusado de abastecer e fugir por falha do terminal

Resolvida
23173018
543
0 gostos
Pedro Dias apresentou a reclamação

Recebi notificação da Esquadra Criminal Agualva Cacém emitida no dia 01/10/2018 para comparecer na esquadra no dia 16/10/208. Esta notificação só me chegou às mãos pelo carteiro no dia 24/10/2018. Assim funcionam as coisa sno nosso país.

Preocupado com a situação, desloquei-me à esquadra no mesmo dia ao final da tarde para descobrir que estava acusado de abastecer 15 euros num posto da Prio em Ranholas (A16) e de ter fugido sem pagar.
Isto ocorreu, segundo a polícia, em Março.

Na esquadra não tenho direito a saber nem a ver nada nada, excepto às palavras do agente. Ou pagava logo sem saber o que se passou realmente ou teria de ir a tribunal provar que não fui eu. Nunca tive intenção de fugir nem de roubar, ou algo que se pareça. Não sei se fui eu ou se outro familiar já que as provas a que tive acesso mais não foram do que transmissão oral do agente que me recebeu na esquadra. Como obviamente pretendia verificar a situação com melhor detalhe, não paguei no momento e foi-me dado um prazo antes de voltar a comparecer na esquadra novamente, no próximo dia 07/11/2018.

Contactei a Prio por e-mail (info@prioenergy.com) no dia 25/10/2018 a empresa a pedir dados sobre o assunto e recebi uma resposta no dia seguinte a pedir mais dados. Respondi no próprio dia. Daí para a frente nunca mais recebi respostas da Prio por e-mail.

Hoje dia 30/10/2018 desloquei-me ao posto para falar com a gerente, que não estava. Tive de ir a outro posto no lado oposto da autoestrada, e acabei por voltar ao mesmo. Fui obrigado a pagar o valor do roubo em numerário. O motivo do roubo deve-se ao facto de ter sido feito um pagamento no terminal automático que deu alguma espécie de erro. No entanto, não me recordo de alguma vez em que esse processo de pagamento tivesse dado algum problema ou de o processo não ter decorrido na normalidade, salvo quando a máquina efectivamente não funcionava, em que tive de fazer pré-pagamento no interior da loja. Aliás, no meio de dezenas de abastecimentos, não me recordo de algum problema específico referente ao abastecimento do qual sou acusado - o que considero normal, visto não ter memória fotográfica para relembrar passados tantos meses.

Aguardo agora por receber documento em como houve desistência da queixa e por comparecer novamente na esquadra à data da nova notificação para justificar o pagamento já efectuado.

Fica a revolta por tamanha incorrecção e injustiça, onde sujam a integridade dos clientes habituais culpando-os de crime devido a uma falha tecnológica que lhes é inerente e a quem é imputida a total responsabilidade do acto com as consequências que dela advêm.

Esta reclamação tem um anexo privado
01 Nov2018
Pedro Dias adicionou uma resposta

Até ao momento, nem resposta nem comprovativo da desistência de queixa que, segundo indicações no acto do pagamento feito obrigatoriamente em numerário, seria recebido por e-mail...

07 Nov2018
Pedro Dias adicionou uma resposta

Recebi hoje com grande indignação uma desistência de queixa porque "efectuei o pagamento da fuga". Nunca fugi. O erro não foi meu. Não sei se fui eu ou se outro familiar. Nunca vi imagens nem fotos nem nada. Não sei quando é que vou ser acusado outra vez, pois fiz mais abastecimentos nas mesmas circunstâncias entre Março e Outubro. Enviei tudo para a esquadra e vou ter de lá voltar hoje. Perdi tempo, tive chatices, fui tratado como um criminoso por parte desta empresa. Nunca mais quero ouvir falar na Prio.

07 Nov2018
Pedro Dias adicionou uma resposta

Dou a situação como "não resolvida".

03 Dez2018
Prio Energy adicionou uma resposta

Caro Pedro Dias,
Agradecemos o seu email, pedindo desculpa pela resposta tardia.
Gostaríamos de informar que a situação se encontra resolvida.
A gerente do posto de abastecimento enviou por email com o seu CC a desistência formal da queixa.
Ao dispor,
PRIO Energy

03 Dez2018
Pedro Dias adicionou uma resposta

Não, não ficou resolvida, a não ser que a resolução que consideram seja exclusivamente unilateral. O problema é da vossa parte e no entanto sujam a integridade das pessoas. Não quero mais ouvir falar de vós.

17 Mai2019
Pedro Dias avaliou a marca

1/10

Não

Voltaria a fazer negócio?

Não há pior que sujar a dignidade das pessoas com base em erros inerentes aos clientes.

Esta reclamação foi considerada como resolvida

Comentários (0)