Ranking na categoria
  • 707 250 500
  • Avenida de Liberdade, nº 180 E,
    3º Esq, 1250-146 - Lisboa
  • cartao@spf.com
Partilhar esta página
Esta é a sua empresa? Clique aqui

Loja Springfield - Obrigam a pagar na troca de uma oferta!

Resolvida
14309
5761
Hugo apresentou a reclamação

Venho por este meio alertar para um comportamento, que no meu ponto de vista, é incorrecto por parte da cadeia de lojas roupa Springfield, mas que certamente deverá surgir noutras lojas do género.

Foi-me oferecida, no passado dia de Natal (dia 25 portanto), uma peça de roupa da referida marca. Como não gostei, e o tamanho não estava correcto, exerci um direito como consumidor e no dia 28 fui trocar a peça de roupa com o respectivo talão de oferta.

Ao entrar no espaço, procurei uma peça de roupa semelhante, tomei nota do preço, e escolhi outra peça de roupa de valor igual.
Mas qual não é o meu espanto, quando vou efectuar a troca na caixa, a funcionária apresenta-me uma conta de 15€, com a justificação que tinham entrado naquele dia em saldos, e a peça de roupa que tinha para trocar, estava naquele dia a metade do preço.
Isto é, como usamos um talão de oferta, e não temos forma de saber qual o valor pago no acto da compra (e os funcionários recusaram dar-me essa informação através do sistema) esse facto é aproveitado, quanto a mim de forma abusiva, para obrigar o cliente a pagar mais por um produto que já foi pago!
Em suma, o meu familiar pagou 29.90€ pela peça de roupa que me ofereceu, e 3 dias depois eu teria de pagar mais 15€ para poder fazer uma troca.
Ora, parece-me um bom negócio, receber 44.90€ por uma peça de roupa que até já estava vendida... e que custava inicialmente 29.90€... é um bom negócio sim, mas naturalmente que é abusivo da parte da empresa, e completamente injusto para o consumidor.
O valor a ser trocado, deverá ser sempre o valor pago! E não o valor que dão ao produto no dia em que vamos trocar.
Aliás a funcionária, quando confrontada com a questão "E se estivesse a fazer a troca com o talão de compra e não o de oferta?", acabou por admitir que teria de fazer a troca pelo valor pago e não pelo valor que me estava a fazer.
Arrisco-me a dizer que praticamente todos os clientes que estavam no espaço comercial, estavam a deparar-se com uma situação semelhante, pois é natural que nos dias imediatamente a seguir ao Natal sejam efectuadas trocas. Imaginem o dinheiro que a empresa não faz com este esquema...
A forma de agir é claramente feita em prejuízo do consumidor, e como tal, exigi o livro de reclamações, no entanto, deixo também aqui a informação, como forma de alerta aos restantes consumidores e potenciais clientes.

Esta reclamação foi considerada resolvida

Comentários (0)