Fittejo

Fittejo

Rotina Destemida - Atividades Desportivas Lda
Ranking na categoria
Partilhar esta página
Fittejo
Fittejo respondeu à reclamação de Joana Gouveia
há 8 meses
Resolvida
Nova resposta
Fittejo

Fittejo - Recusa em cancelar contrato

Resposta à reclamação #73044322
Após reclamação escrita apresentada pela sócia nº 536, de nome Joana Rosa Gouveia, vem a empresa Rotina Destemida – Actividades Desportivas lda., detentora da marca Fittejo, apresentar o seu direito de resposta:
Aos pontos enumerados pela queixosa, no contrato, o ponto 8.2 refere e cito “o membro poderá suspender a sua adesão por um período máximo de duas quinzenas, mediante apresentação por escrito do motivo de suspensão do contrato. O pedido terá que ser feito 15 dias antes da quinzena a suspender, utilizando o formulário disponível para o efeito. O Fittejo reserva-se no direito de alterar a atribuição deste benefício, sem qualquer aviso prévio.”
O ponto 8.3 refere e cito “ao aderir ao plano anual beneficia de valores reduzidos no plano semanal. Desta forma a rescisão de contrato e o não cumprimento das 52 semanas continuas, implica a devolução ao Fittejo de todas as ofertas e descontos obtidos até à data, bem como a diferença entre o plano contratualizado e o plano sem vínculo, conforme preços em tabela, sendo estas condições imprescindíveis para o cancelamento que deve ser pedido por escrito…”

Face ao exposto, o período de suspensão é para ser utilizado em períodos de férias, dando depois o sócio continuidade ao seu contrato com a empresa Rotina Destemida, não podendo ser utilizado para efeitos de cancelamento do ginásio. Face também à situação, o ginásio prescindiu do ponto 8.3, ou seja, de ser ressarcido dos descontos feitos à sócia, fazendo-se valer exclusivamente do pré-aviso de 30 dias, sendo este recusado pela sócia.

A sócia não pode alegar desconhecimento das cláusulas, como faz menção na reclamação, uma vez que assinou o documento onde constam todas as cláusulas de utilização do ginásio.

O comprovativo de alteração de morada que a sócia alega é datado de 27 de Janeiro de 2022. A sócia subscreveu o serviço a meio de dezembro de 2021, tendo ainda subscrito o serviço de nutrição a meio de Janeiro e serviço de Treino Personalizado a meio de Fevereiro, sendo esta data já posterior à alegada mudança de morada. Assim, o ginásio após análise do documento, concluiu que a sócia estava a agir de má fé ao apresentar um documento com data antiga, para se tentar livrar das suas responsabilidades.

Não foi fornecido à sócia qualquer papel de cancelamento porque o mesmo só é devido, quando o cancelamento é efetivado e não quando o sócio quer.

No que há higiene e limpeza das instalações diz respeito, nada do que é dito pela sócia é verdade, podendo o mesmo ser comprovado da forma que acharem necessário.

Em defesa das funcionárias do estabelecimento, que a sócia alega serem mal-educadas, temos imagens de videovigilância interna, onde se pode ver o comportamento da sócia perante as funcionárias que a tentavam ajudar e acalmar, tendo mesmo um professor que intervir para que a situação permanecesse dentro do mínimo razoável.

De referir que a sócia, saiu do estabelecimento sem levar a sua cópia da reclamação, a que tem direito.

Sem nada mais a acrescentar sobre este facto,
A Direção

Carregar mais

Desempenho últimos 12 meses

50%
Taxa de Solução
50%
Taxa de Resposta