Comércio | Lojas Shop

IKEA - Experiência surreal


Aguarda resposta
20336718

Exmos. Senhores,

Ontem fui à loja IKEA Alfragide e vivi ontem, dia 11 de Julho de 2018, uma experiência surreal que não deveria ter ocorrido e não deverá ocorrer com mais nenhum cliente daquela loja.

Após efetuar a recolha dos produtos que decidi comprar dirigi-me às caixas para pagamento. Pela afluência de clientes às mesmas terei sido atendido após as 23h00, hora de fecho da IKEA Alfragide. Ainda recorri com sucesso ao serviço de entregas onde, de resto, havia vários clientes para serem atendidos depois de mim.

Até aqui tudo a correr bem. Mas os problemas começaram depois…

Uma vez que o acesso direto ao outro edifício destinado a estacionamento estava indisponível por motivos de segurança, e seguindo as indicações de um funcionário, desci ao estacionamento e dirigir-me à saída do mesmo. Ainda que, por a saída mais próxima estar fechada, tenha tido de percorrer todo o estacionamento, não me consternei com tal situação.

Infelizmente à saída do mesmo não havia indicações sobre qual o caminho que deveria seguir, nem tão pouco condições para circular até ao outro edifício, com um carro de compras IKEA carregado com cerca de 40kg de produtos IKEA. Primeiro porque o alcatrão e calçada não favorecem a circulação dos carros de transporte de compras IKEA e, segundo, porque os passeios envolventes não permitem uma fácil subida, ou porque existem placas sinalizadoras de trânsito no meio dos mesmos. Até aqui ainda me ia desenrascando. A custo… mas ia.

Os desafios seguintes levaram-me ao desespero. Como o outro edifício, destinado ao estacionamento dos veículos dos clientes IKEA, está presentemente em obras e tem quase todas as entradas vedadas, vi-me obrigado a procurar uma entrada que permitisse a circulação com o carro de transporte de compras IKEA. O único acesso seria a única saída para viaturas (no extremo oposto do edifício) que implicaria a subida de várias rampas com o carro de transporte de compras IKEA carregado com 40 Kg. Fora de hipóteses!

Após nova busca encontrei uma porta de entrada/saída não sinalizada junto aos elevadores (do lado da loja). Como este acesso tinha degraus foi necessário descarregar toda a mercadoria e levá-la para dentro do edifício antes de entrar também com o carro de transporte de compras IKEA. Finalmente estava junto dos elevadores. Ao chamar um por um, percebi que não havia nenhum elevador em funcionamento!

Ainda tive a oportunidade de constatar, através de um telefonema para os serviços de apoio ao cliente, que os mesmos já não se encontravam em funcionamento. Restou-me aguçar a perspicácia para procurar uma forma de chegar ao piso do meu carro, quando todos os acessos pareciam bloqueados. Encontrei umas escadas de emergência mas, como levar todas as embalagens pelas mencionadas (cujo o acesso estava, ao contrário do que se pedia em sinalização no local, obstruída) estava fora de questão, quer pelo peso quer pela quantidade, subi as escadas e tive finalmente acesso ao carro. Devo mencionar que esta etapa só foi possível porque tinha dois familiares comigo pois, um cliente IKEA sozinho teria de deixar todas as compras sem vigilância e à disposição de qualquer “casualidade”.

Dirigi-me, conduzindo, para as proximidades da porta de emergência onde todas as compras transpuseram novamente a porta não sinalizada (desta vez para o exterior do edifício) para serem finalmente carregadas na nossa viatura. Durante esta operação ainda abreviei a frustração de um casal de cliente IKEA que procurava desesperadamente uma forma de chegar à sua viatura.

Esta saga terminou com um misto de alegria e revolta que tenho de gerir emocionalmente com algum cuidado para não exprimir por palavras mais fortes a consternação que a loja IKEA Alfragide causou a mim e aos familiares que me acompanhavam.

Guilherme Noronha
Lisboa, 12 de Julho de 2018

Comentários


Justiceiro

Nunca percebi qual o prazer que as pessoas têm em ir aos estabelecimentos à hora de fechar.
Se uma loja diz que fecha às 23h, a hora de saída dos funcionários é às 23h, e não ganham nem mais um cêntimo por cada segundo que lá estão. Não existe nenhuma loja em Portugal (seja qual for o segmento) em que o horário de saída dos funcionários seja posterior ao da loja! É perfeitamente normal que o funcionário que sai às 23h feche todas as saídas às 23:00:00, e deixe apenas uma disponível que depois o segurança fecha.

É um autêntico gozo, quando vejo um Continente prestes a fechar, uma NOS, uma Worten, etc, e gentalha a entrar ou descansados da vida lá dentro. FALTA DE RESPEITO!




Comentar

Apenas utilizadores registados podem fazer comentários.

Inicie sessão e regresse novamente a esta página para comentar.